SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número1A aprendizagem universitária pós- graduada e inserção profissionalUma aproximação à intervenção educativa com menores migrantes não acompanhados na Espanha: paradoxos da inclusão social índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas)

versão impressa ISSN 1414-4077

Resumo

FREITAS, Antonio Alberto da Silva Monteiro de. Avaliação da educação superior no Brasil e Portugal homogeneização ou diferenciação?. Avaliação (Campinas) [online]. 2012, vol.17, n.1, pp. 119-136. ISSN 1414-4077.  http://dx.doi.org/10.1590/S1414-40772012000100007.

Sob o ponto de vista teórico há uma forte tensão entre duas tendências internacionais de avaliação: homogeneização e diferenciação, que parecem conter contradições entre si e que fazem parte dos sistemas de avaliação da Educação Superior adotados em diversos países. A compreensão da relação entre as duas tendências internacionais é muito importante, principalmente quando essa relação é analisada não só teoricamente, mas também na prática avaliativa de dois sistemas nacionais de avaliação da Educação Superior de dois países - Brasil e Portugal - que têm percorrido caminhos diferentes, mas que também têm afinidades e pontos em comum em relação a essa temática. O objetivo principal desta pesquisa é analisar e comparar os sistemas de avaliação da Educação Superior dos dois países, identificando possíveis pontos de confluência e de antagonismo, principalmente em relação às características de universalidade e especificidade das práticas avaliativas. Para fazer essa análise, optou- se pela pesquisa bibliográfica e técnica de recolha de dados empíricos de natureza qualitativa e de planejamento relativamente aberto e flexível, utilizando a entrevista semiestruturada. A população de respondentes foi construída por dezoito pessoas (nove do Brasil e nove de Portugal) e foi utilizada a metodologia de estudo de caso para estabelecer entre os dois sistemas de avaliação parâmetros de similaridades e diferenças, considerando as categorias de análise selecionadas para este fim. Os principais resultados da pesquisa revelam que a avaliação padronizada e estandardizada é que foi sendo gradualmente apontada como um instrumento importante para a implementação da agenda educacional dos dois países, em detrimento da valorização das diferenciações institucionais.

Palavras-chave : Educação superior; Avaliação da educação superior; Avaliação da educação superior no Brasil; Avaliação da educação superior em Portugal; Sistemas de avaliação português e brasileiro; Estudo comparativo.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português