SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue4Evaluation of the Brazilian national epidemiological surveillance system for exogenic poisoning in the occupational health from 2007 to 2009Exploring the effects of non-response to the baseline and follow-up on the validity in cohort studies author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Cadernos Saúde Coletiva

Print version ISSN 1414-462X

Abstract

PIMENTEL, Marcele Jardim; BATISTA FILHO, Mário Márcio Vasconcelos; SANTOS, Jozemar Pereira dos  and  ROSA, Marize Raquel Diniz da. Biossegurança: comportamento dos alunos de Odontologia em relação ao controle de infecção cruzada. Cad. saúde colet. [online]. 2012, vol.20, n.4, pp.525-532. ISSN 1414-462X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1414-462X2012000400017.

O objetivo deste trabalho foi avaliar o comportamento de acadêmicos de Odontologia com relação ao controle da infecção cruzada, verificando se alunos que estão mais adiantados no curso de formação profissional apresentam melhores condutas de biossegurança. Os temas abordados contemplaram: etapas dos processos de esterilização (desinfecção pré-lavagem, lavagem e esterilização); desinfecção de superfícies e utilização de barreira mecânica. Para isto foram sorteados 117 alunos matriculados nas clínicas da faculdade, convidados a responder um questionário com 19 perguntas objetivas. As respostas foram submetidas à análise descritiva e ao teste do χ2. Foi verificado que 94,0% dos alunos não realizam desinfecção pré-lavagem, 86,2% sempre fazem a lavagem dos instrumentais antes da esterilização e 2,5% utilizam proteção das mãos adequada para este fim. A desinfecção das superfícies é realizada por 52% dos alunos e a barreira mecânica é habitualmente utilizada por 73% deles. A análise estatística identificou que alunos do oitavo e nono períodos apresentam melhor comportamento na conduta de organização do instrumental para esterilização e desinfecção de superfícies. E constatou-se que alunos dos períodos mais avançados apresentam melhores condutas. Não há uma padronização no comportamento a respeito da prevenção da infecção cruzada no que diz respeito às etapas básicas de biossegurança no centro acadêmico avaliado.

Keywords : esterilização; desinfecção; exposição a agentes biológicos; ensino; educação superior.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License