SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue1Stunting and associated factors in children aged 6 to 24 months attended in the Southwest of Bahia Health UnitsTelemedicine in the Family Health Strategy: an assessment of applicability in the context of PET Project author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Cadernos Saúde Coletiva

Print version ISSN 1414-462XOn-line version ISSN 2358-291X

Abstract

GUIRADO, Gunther Monteiro de Paula  and  PEREIRA, Nathalia Mendrot Pinho. Uso do Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20) para determinação dos sintomas físicos e psicoemocionais em funcionários de uma indústria metalúrgica do Vale do Paraíba/SP. Cad. saúde colet. [online]. 2016, vol.24, n.1, pp.92-98. ISSN 1414-462X.  http://dx.doi.org/10.1590/1414-462X201600010103.

Introdução

Sintomas como insônia, fadiga, irritabilidade, esquecimento, dificuldade de concentração e queixas somáticas podem sinalizar a existência dos transtornos mentais comuns (TMC). Rastrear e prevenir a integridade da saúde mental dos trabalhadores se faz necessário atualmente. Assim, objetivou-se investigar a associação dos TMC e as variáveis idade, trabalho em turnos e função desempenhada em funcionários de uma indústria metalúrgica do Vale do Paraíba, interior de São Paulo.

Método

Utilizou-se a versão brasileira do Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20). Foram avaliados 77 funcionários (idades entre 20 e 50 anos, média de 35±6 anos).

Resultados

O segundo turno obteve maior frequência de afetados, com 72%, e na faixa etária entre 33 e 34 anos, com 22%. Entre as variáveis associadas ao humor depressivo-ansioso, verificou-se que a maioria sentia-se nervosa, tensa ou preocupada. Para os sintomas somáticos, a maior parte relatou dores de cabeça frequentes. Quanto ao decréscimo de energia vital, cansar-se com facilidade foi o componente mais influente. Avaliando os pensamentos depressivos, a maioria perdeu o interesse pelas coisas. Evidenciou-se que os ajudantes (31%) e os empilhadeiristas (40%) eram os mais afetados.

Conclusão

No presente estudo, o SRQ-20 foi eficaz em avaliar os TMC para rastreamento da saúde mental em âmbito ocupacional.

Keywords : gestão em saúde; medicina do trabalho; transtornos mentais comuns.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )