SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número1Ganho de peso na vida adulta: preditor da hipertensão arterial?Difusão de inovação e atores-chave na ESF índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Cadernos Saúde Coletiva

versão impressa ISSN 1414-462Xversão On-line ISSN 2358-291X

Resumo

OLIVEIRA, Maria Inês Couto de; RIGOTTI, Renata Ribeiro  e  BOCCOLINI, Cristiano Siqueira. Fatores associados à falta de diversidade alimentar no segundo semestre de vida. Cad. saúde colet. [online]. 2017, vol.25, n.1, pp.65-72. ISSN 1414-462X.  http://dx.doi.org/10.1590/1414-462x201700010204.

Objetivo

Investigar os fatores associados à falta de alimentação diversificada no segundo semestre de vida, pois a Organização Mundial da Saúde preconiza a introdução de alimentos variados complementares ao leite materno a partir dos 6 meses.

Métodos

Foram entrevistadas acompanhantes de 580 crianças que compareceram à Campanha de Vacinação de 2006 em município urbano da região Sudeste do Brasil. O desfecho “alimentação não diversificada” correspondeu à ingestão de menos de cinco grupos de alimentos (carnes, leite, frutas, legumes e feijão) nas últimas 24 horas. As variáveis associadas ao desfecho (p≤0,20) na análise bivariada foram selecionadas para análise multivariada. Razões de prevalência ajustadas foram obtidas pelo modelo de regressão de Poisson (p≤0,05).

Resultados

Do total, 64,5% das crianças não recebiam alimentos diversificados. Na análise múltipla, a criança não estar acompanhada pela mãe (RP=1,170) e a internação prévia (RP=1,214) foram fatores diretamente associados à falta de diversidade alimentar. O nascimento em hospital privado (RP=0,816) e a idade da criança crescente em dias (RP=0,997) se associaram inversamente ao desfecho.

Conclusões

Apesar de sua importância para a nutrição infantil, a alimentação diversificada no segundo semestre de vida vem sendo pouco praticada. Os fatores associados identificados devem ser considerados no âmbito das políticas públicas de nutrição e de saúde.

Palavras-chave : diversidade; consumo de alimentos; alimentação complementar; nutrição infantil; estudos transversais.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )