SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 número2Excesso de peso e fatores associados entre profissionais de saúde da Estratégia Saúde da FamíliaPercepções de estudantes sobre bullying e família: um enfoque qualitativo na saúde do escolar índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Cadernos Saúde Coletiva

versão impressa ISSN 1414-462Xversão On-line ISSN 2358-291X

Resumo

MARTINEZ, Edson Zangiacomi et al. Religiosidade e padrões de consumo de álcool entre usuários de unidades de atenção primária à saúde no Brasil. Cad. saúde colet. [online]. 2019, vol.27, n.2, pp.146-157.  Epub 13-Jun-2019. ISSN 1414-462X.  http://dx.doi.org/10.1590/1414-462x201900020234.

Introdução

Vários estudos têm mostrado o papel da religiosidade nas crenças e comportamentos em saúde.

Objetivo

O objetivo deste estudo transversal é examinar a associação entre envolvimento religioso e padrões de consumo de álcool em uma amostra representativa de usuários de unidades de atenção primária à saúde de Ribeirão Preto, Brasil.

Método

Os dados foram obtidos por entrevistas pessoais. A religiosidade foi mensurada usando o Duke University Religion Index (DUREL) e o consumo de álcool foi mensurado pelo Alcohol Use Disorders Identification Test (AUDIT). Modelos de regressão logística multinomiais foram usados para avaliar as associações entre as características dos participantes, os níveis do AUDIT e os grupos de consumo de álcool.

Resultados

A amostra foi composta por 841 mulheres com idade média de 39,5 anos e 214 homens com média de idade de 45,1 anos. Foram evidenciadas associações significativas entre padrões de consumo de álcool e as múltiplas dimensões da religiosidade, como afiliação religiosa, práticas religiosas, autopercepção do nível de religiosidade e os componentes do DUREL. Baixos níveis de ingestão de álcool foram detectados entre indivíduos religiosos e entre aqueles que praticam sua religião, comparados com aqueles que não possuem uma religião e/ou não praticam uma religião, respectivamente.

Conclusão

Um estilo de vida motivado por interesses religiosos é associado com os hábitos de uso de álcool entre os usuários de unidades de atenção primária à saúde.

Palavras-chave : alcoolismo; religião; epidemiologia; atenção primária à saúde.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )