SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 issue5Contemporary social conflicts: considerations on the Brazilian environmentalismImpurity and danger among forest folk author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Ambiente & Sociedade

On-line version ISSN 1809-4422

Abstract

BEGOSSI, Alpina. Caiçaras, caboclos e recursos naturais: regras e padrões de escala. Ambient. soc. [online]. 1999, n.5, pp. 55-67. ISSN 1809-4422.  http://dx.doi.org/10.1590/S1414-753X1999000200005.

Uma questão importante da sustentabilidade de populações locais ou nativas se refere à interação com as instituições locais e globais. Podemos esperar que populações que demonstrem capacidade de interagir de forma econômica e política com as instituições apresentem também uma chance maior de continuidade cultural e ecológica, assim como de seus sistemas de troca e subsistência. O nível da interação ecológica e social das populações locais, seguindo conceitos da ecologia, ocorrem sob escalas diferentes: por exemplo, dos territórios individuais de pescadores da Mata Atlântica às organizações de comunidades em Reservas Extrativistas, na Amazônia. A escala organizacional (individual/familiar/comunitária) pode influenciar a capacidade de lidar com as instituições.Esse estudo analisa como populações nativas brasileiras, especialmente os caiçaras da Mata Atlântica e os caboclos da Amazônia, tem interagido, com relação às demandas ambientais, com as instituições regionais, nacionais e globais. Conceitos como manejo comum, capital natural, resiliência e sustentabilidade são úteis para entender esses casos ilustrativos.

Keywords : população local; capital natural; sustentabilidade.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English