SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.5 número2The existence value of a tropical coastal ecosystem through predisposition to voluntary workWater, rural population and administration techniques: the case of Jequitinhonha Valley, Minas Gerais índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Ambiente & Sociedade

versión On-line ISSN 1809-4422

Resumen

RODRIGUES, Aníbal; TOMMASINO, Humberto; FOLADORI, Guillermo  y  GREGORCZUK, Anderson. É correto pensar a sustentabilidade em níval local? Uma análise metodológica de um estudo de caso em uma Área de Proteção Ambiental no litoral sul do Brasil. Ambient. soc. [online]. 2003, vol.5, n.2, pp. 109-127. ISSN 1809-4422.  http://dx.doi.org/10.1590/S1414-753X2003000200007.

O artigo aqui apresentado discute a relação entre a sustentabilidade ecológica e a sustentabilidade social. Um extenso trabalho de campo na Área de Proteção Ambiental (APA), no município de Guaraqueçaba, litoral do Estado do Paraná, Brasil, durante os anos de 1999 a 2001 permitiu chegar às seguintes conclusões: a) Na inter-relação entre aspectos ecológicos e sociais, o social determina o ecológico. Dito de outra forma, a sustentabilidade ecológica é uma variável dependente da sustentabilidade social; b) As condições naturais impõem restrições mais ou menos importantes à viabilidade econômica e à sustentabilidade social; e c) A questão da sustentabilidade social não pode, nem deve, ser analisada desconsiderando os níveis dos subsistemas dentro do sistema maior

Palabras llave : sustentabilidade social; sustentabilidade ecologica; Área de Proteção Ambiental (APA).

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués