SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número3O que pensam os pequenos agricultores da Argentina sobre os cultivos geneticamente modificados?Impactos dos desastres naturais nos sistemas ambiental e socioeconômico: o que faz a diferença? índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ambiente & Sociedade

versão On-line ISSN 1809-4422

Resumo

GASPARINI, Marina Favrim  e  FREITAS, Carlos Machado de. Trabalho rural, saúde e ambiente: as narrativas dos produtores de flor frente aos riscos socioambientais. Ambient. soc. [online]. 2013, vol.16, n.3, pp.23-44. ISSN 1809-4422.  http://dx.doi.org/10.1590/S1414-753X2013000300003.

O artigo insere-se na discussão acerca dos impactos socioambientais gerados pelas práticas agrícolas convencionais, apresentando as principais conclusões de uma pesquisa que analisou o processo produtivo de flores em duas localidades do município de Nova Friburgo (RJ), com ênfase na compreensão das percepções e atitudes dos produtores frente aos riscos associados ao processo de trabalho. Adotou-se uma abordagem qualitativa, que priorizou as narrativas dos produtores de flores como o principal meio de aproximação da pluralidade de perspectivas destes sujeitos. Em relação aos procedimentos de coleta de dados, foram utilizadas: entrevistas semiestruturadas, observação descritiva e diário de campo, além do levantamento de dados secundários. As evidências recolhidas indicam que os agrotóxicos se destacam como elemento central da produção e estão permeados por ambiguidades e dilemas. Nesse contexto, os diversos fatores inter-relacionados que atuam como determinantes desta situação são identificados e debatidos.

Palavras-chave : Trabalho rural; Riscos socioambientais; Percepção de risco; Agrotóxicos.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons