SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 número4A ETNOECOLOGIA EM PERSPECTIVA: ORIGENS, INTERFACES E CORRENTES ATUAIS DE UM CAMPO EM ASCENSÃOSALSA WITH COCONUT: CHALLENGES FOR CONSERVATION BIOLOGY, FOOD EMPHASIS, AND ETHNO-ECOLOGY OF AFRO-CARIBBEAN DANCE MUSIC índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ambiente & Sociedade

versão impressa ISSN 1414-753Xversão On-line ISSN 1809-4422

Resumo

STRAPAZZON, MARCIA CASARIN  e  MELLO, NILVÂNIA APARECIDA DE. UM CONVITE À REFLEXÃO SOBRE A CATEGORIA DE UNIDADE DE CONSERVAÇÃO REFÚGIO DE VIDA SILVESTRE. Ambient. soc. [online]. 2015, vol.18, n.4, pp.161-178. ISSN 1414-753X.  http://dx.doi.org/10.1590/1809-4422ASOC1001V1842015.

Os Refúgios de Vida Silvestre (RVS) são unidades de conservação (UCs) do grupo de proteção integral e permitem apenas o uso indireto dos atributos naturais. Entretanto, não implicam em desapropriação das terras, desde que haja compatibilidade das atividades das propriedades com os objetivos de criação da unidade. Através de uma pesquisa exploratória, buscou-se aprofundar os conhecimentos sobre os Refúgios de Vida Silvestre investigando-se as possíveis origens da categoria no âmbito da elaboração da Lei do Sistema Nacional de Unidades de Conservação, levantando-se hipóteses acerca das concepções envolvidas na criação de UCs federais desta categoria e das possíveis atribuições de sentidos à mesma pelos seus gestores. Pôde-se concluir que as dificuldades geradas pela localização da categoria em uma intersecção entre proteção integral e uso sustentável, aliada à sua falta de regulamentação, é expressa nos mais diferentes níveis de relação com os RVS, não sendo pressuposto, no entanto, para considerar a categoria inviável.

Palavras-chave : Refúgio de Vida Silvestre; Gestão de Unidade de Conservação; Racionalidade.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf epdf ) | Inglês ( pdf epdf )