SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 número3Perfil da mortalidade materna em maternidade pública de Teresina - PI, no Período de 1996 a 2000: uma Contribuição da EnfermagemA Qualidade de Vida no Trabalho de Enfermagem índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Escola Anna Nery

versão impressa ISSN 1414-8145

Resumo

ARAUJO, Maria Alix Leite  e  SILVEIRA, Claudia Bastos da. Vivências de mulheres com diagnóstico de doença sexualmente transmissível - DST. Esc. Anna Nery [online]. 2007, vol.11, n.3, pp. 479-486. ISSN 1414-8145.  http://dx.doi.org/10.1590/S1414-81452007000300013.

As doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) constituem problema de saúde pública em virtude da sua alta ocorrência. Nas mulheres, o controle é um desafio devido às implicações sociais e de gênero. Esse estudo objetiva conhecer como as mulheres vivenciam o diagnóstico de uma DST e as repercussões da revelação desse diagnóstico ao parceiro sexual. Estudo exploratório-descritivo desenvolvido em uma unidade de saúde de referência para DST de Fortaleza-Ceará. A coleta de dados foi realizada nos meses de fevereiro e março de 2006 e analisada em duas categorias: vivências das mulheres com o diagnóstico da DST e repercussões da revelação do diagnóstico da DST ao parceiro sexual. Constatou-se que a ocorrência de uma DST resulta em impacto negativo para as mulheres em relação ao convívio social e ao relacionamento com o parceiro sexual. O aconselhamento desempenha papel fundamental para redução do estresse. Os serviços de saúde devem valorizar os aspectos emocionais relacionados ao diagnóstico da DST, visando contribuir com a melhoria da qualidade de vida das mulheres e na abordagem do parceiro.

Palavras-chave : Doenças Sexualmente Transmissíveis; Saúde da Mulher; Atenção Primária à Saúde; Diagnóstico Clínico.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · pdf em Português