SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número4Incomodidades vividas en el cotidiano de los familiares de personas internadas en la UVIDiscursos de enfermeros sobre la humanización en la Unidad de Terapia Intensiva índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Escola Anna Nery

versión impresa ISSN 1414-8145

Resumen

CYRINO, Claudia Maria Silva  y  DELL'ACQUA, Magda Cristina Queiroz. Sítios assistenciais em Unidade de Terapia Intensiva e relação do nursing activities score com a infecção hospitalar. Esc. Anna Nery [online]. 2012, vol.16, n.4, pp.712-718. ISSN 1414-8145.  https://doi.org/10.1590/S1414-81452012000400010.

O Sistema de Classificação de Pacientes tornou-se essencial na prática gerencial e assistencial do enfermeiro. Este estudo analisou a implantação de Sítios Assistenciais na Unidade de Terapia Intensiva Adulto como forma de organização e classificação de pacientes, bem como suas implicações na qualidade do cuidado de acordo com o Nursing Activities Score e a relação com a Infecção Hospitalar. Trata-se de um estudo quantitativo, prospectivo, descritivo e transversal. A coleta foi realizada de julho a outubro de 2010. A amostra foi constituída por 214 pacientes, a maioria do sexo masculino, de neurocirurgia e com idade média de 57 anos. O Nursing Activities Score médio foi de 71,72%. Com relação à Infecção Hospitalar antes e após a implantação, houve redução nas taxas de pneumonia, porém, a carga de trabalho de enfermagem permaneceu constante. Ficou evidenciada a importância da utilização do Nursing Activities Score como indicador e da implantação de novas formas de classificação de pacientes para melhorar a organização da assistência.

Palabras clave : Carga de trabalho; Enfermagem; Organização e administração; Unidades de Terapia Intensiva.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons