SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número1Noções e concepções de parentes e familiaresSexualidade de adolescentes que vivem com HIV/aids: fontes de informação delimitando aprendizados índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Escola Anna Nery

versão impressa ISSN 1414-8145versão On-line ISSN 2177-9465

Resumo

CASTRO, Meire Cristina Novelli e et al. Gravidade e carga de trabalho de enfermagem em pacientes candidatos à vaga na UTI. Esc. Anna Nery [online]. 2018, vol.22, n.1, e20170167.  Epub 18-Dez-2017. ISSN 1414-8145.  http://dx.doi.org/10.1590/2177-9465-ean-2017-0167.

Objetivo:

Identificar a gravidade e a carga de trabalho de enfermagem requerida por pacientes adultos candidatos à vaga em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Método:

Estudo transversal, quantitativo, exploratório e prospectivo, realizado em um hospital do interior do estado de São Paulo. Foram coletados os dados demográficos dos pacientes, o Simplified Acute Physiology Score III (SAPS III) para avaliar a gravidade e o Nursing Activities Score (NAS) para avaliar a carga de trabalho, entre julho e agosto de 2014.

Resultados:

A média geral do escore SAPS III foi 30,52 ± 18,39 e do NAS foi 58,18 ± 22,29. Os pacientes admitidos na UTI apresentaram maior gravidade e carga de trabalho em comparação com os não admitidos. Os pacientes não admitidos apresentaram NAS médio de 53,85.

Conclusão:

A carga de trabalho de enfermagem nos pacientes que não são admitidos na UTI também é alta. Evidencia-se a avaliação da carga de trabalho em outros contextos onde estejam pacientes graves.

Palavras-chave : Índice de Gravidade de Doença; Carga de trabalho; Enfermagem; Unidade de Terapia Intensiva; Administração de recursos humanos.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )