SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 número2O psicólogo como facilitador da interação familiar no ambiente de cuidados intensivos neonatais índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Psicologia: Ciência e Profissão

versão impressa ISSN 1414-9893

Resumo

PELAEZ DORO, Maribel et al. O câncer e sua representação simbólica. Psicol. cienc. prof. [online]. 2004, vol.24, n.2, pp.120-133. ISSN 1414-9893.  https://doi.org/10.1590/S1414-98932004000200013.

O presente estudo, objetiva investigar a representação simbólica do câncer em profissionais da área de saúde, pacientes, familiares e população em geral. Investigou-se, as imagens simbólicas que permeiam a atitude de cada um perante a convivência com o câncer por meio de questionário. Os resultados indicaram informações ricas de subjetividade, independentemente das diferenças demográficas. A imagética interfere na percepção, na reação e na distribuição do tempo que cada um determina para a escuta da singularidade daquele que adoece com o câncer e/ou com a contaminação simbólica. Na medida em que o fantasma da morte acompanha o paciente em seus movimentos, espera-se que este estudo possa contribuir para que se busquem formas de aprimoramento do tratamento do paciente com câncer. No entanto, para ajudar o outro, é preciso, primeiramente, redimensionar a própria formação imagética; afinal, nós, profissionais da área de saúde, também somos semeadores das imagens que se reproduzem ao longo dos séculos, apesar de toda a evolução científica.

Palavras-chave : Câncer; Representação simbólica; Qualidade de vida.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons