SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número2Una cuestión para la educación inclusiva: ¿exponerse o resguardarse?Investigación y práctica en Psicología positiva índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Psicologia: Ciência e Profissão

versión impresa ISSN 1414-9893

Resumen

CARLOTTO, Mary Sandra  y  CAMARA, Sheila Gonçalves. O tecnoestresse em trabalhadores que atuam com tecnologia de informação e comunicação. Psicol. cienc. prof. [online]. 2010, vol.30, n.2, pp. 308-317. ISSN 1414-9893.  http://dx.doi.org/10.1590/S1414-98932010000200007.

O tecnoestresse é um estado psicológico negativo relacionado com o uso de tecnologias de comunicação e informação (TIC) ou de ameaça de seu uso futuro. Esse fenômeno psicossocial é constituído de quatro dimensões: descrença, ansiedade, fadiga e ineficácia. O objetivo deste estudo foi identificar a existência de associação entre as dimensões do tecnoestresse e as variáveis demográficas, laborais e psicossociais em trabalhadores que utilizam TIC em 368 sujeitos de instituições de trabalho localizadas em Porto Alegre, RS e região metropolitana. Como instrumentos de coleta de dados, foram utilizados a Escala de Tecnoestresse - RED/TIC e um questionário para o levantamento de variáveis demográficas, laborais e psicossociais. Os resultados evidenciam que as mulheres apresentam médias mais elevadas nas dimensões de descrença e ansiedade. Foram identificadas associações principalmente no conjunto de variáveis psicossociais e, em menor proporção, nas variáveis laborais. Os resultados indicam a necessidade de intervenção em nível de prevenção, tendo em vista que o maior valor médio obtido foi na dimensão de fadiga, seguido pela de ansiedade.

Palabras llave : Tecnoestresse; Tecnologia de comunicação e Informação; Prevenção; Fenômeno Psicossocial.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués