SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 número1Percepções e comportamentos de cuidados com a saúde entre homens idososAlcoolismo em indígenas potiguara: representações sociais dos profissionais de saúde índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Psicologia: Ciência e Profissão

versão impressa ISSN 1414-9893

Resumo

ROMANINI, Moises  e  ROSO, Adriane. Mídia e crack: promovendo saúde ou reforçando relações de dominação?. Psicol. cienc. prof. [online]. 2012, vol.32, n.1, pp.82-97. ISSN 1414-9893.  https://doi.org/10.1590/S1414-98932012000100007.

Este artigo é baseado na análise discursiva de reportagens veiculadas no jornal de maior circulação do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Aqui nós examinamos a ideologia subjacente a uma série especial sobre a epidemia do crack. A abordagem teórica e metodológica aplicada foi a hermenêutica de profundidade. A análise ideológica indicou como a série de reportagens serviu para estabelecer e/ou sustentar relações de dominação. Diversas estratégias ideológicas foram identificadas ao longo da série de reportagens analisada: universalização, naturalização, diferenciação, expurgo do outro, padronização e eufemização, entre outras. Essas estratégias operam em conjunto, obscurecendo significados importantes para a compreensão do fenômeno em questão.

Palavras-chave : Psicologia social; Meios de comunicação; Drogas; Cocaína crack.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons