SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 special issue 2Social Psychology in the Study of Justifications and Narratives of Men who Commit ViolenceMethodological Considerations for Sensitive Research on Qualitative Methodology author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Psicologia: Ciência e Profissão

Print version ISSN 1414-9893On-line version ISSN 1982-3703

Abstract

GONZAGA, Paula Rita Bacellar  and  MAYORGA, Claudia. Violências e Instituição Maternidade: uma Reflexão Feminista Decolonial. Psicol. cienc. prof. [online]. 2019, vol.39, n.spe2, e225712.  Epub Nov 14, 2019. ISSN 1414-9893.  https://doi.org/10.1590/1982-3703003225712.

A sociedade brasileira possui um histórico marcado por violências e autoritarismos. A história colonial que funda a ideia de Brasil se consolida com a noção de identidade nacional baseada em aspectos racistas, sexistas e heteronormativos. Essas violências têm sido denunciadas e visibilizadas a partir de um olhar focado na dimensão pública e macroestrutural da sociedade e as microviolências ou a dimensão da vida privada nem sempre são compreendidas como fundamentais para a reprodução dessas violências. A ideia cunhada pelas feministas dos anos 1970 de que o pessoal é político busca romper com essa divisão e reconhece que a vida privada e os aspectos que historicamente foram associados a ela, são locus fundamental para compreender como as distintas violências e sistemas de poder se entrecruzam e produzem experiências que exigem dos analistas sociais, dos atores das políticas públicas e dos sujeitos um olhar crítico fundamentado e interseccional. A proposta deste ensaio é problematizar a instituição da maternidade como um aparato patriarcal, colonial, capitalista e racista de controle e reclusão das mulheres a partir de duas construções religiosas sobre a maternidade: a primeira versão da oração Ave Maria e um itan da tradição oral iorubá sobre Oxum, orixá da fecundidade e protetora das mulheres grávidas.

Keywords : Maternidade; Feminismo decolonial; Colonialidade de gênero.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )