SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.4 número2Eficácia da mistura dióxido de carbono-fosfina no controle de Sitophilus zeamais em função do período de exposiçãoEstudo comparativo de métodos para estimativa do carregamento e rendimento de motores elétricos para auditoria energética índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental

versão impressa ISSN 1415-4366

Resumo

ARAUJO NETO, Sebastião Elviro de et al. Qualidade e vida útil pós-colheita de melancia Crimson Sweet, comercializada em Mossoró. Rev. bras. eng. agríc. ambient. [online]. 2000, vol.4, n.2, pp.235-239. ISSN 1415-4366.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662000000200017.

O objetivo desta pesquisa foi avaliar a qualidade e a vida útil pós-colheita de melancia cv. Crimson Sweet, comercializada em Mossoró, RN. A qualidade dos frutos foi avaliada por local de venda e tamanho de fruto. As melancias de tamanho grande e médio apresentaram melhor aparência externa e maior conteúdo de sólidos solúveis que aquelas de tamanho pequeno, enquanto as comercializadas na ocasião do desembarque apresentaram melhor aparência e maior firmeza. A avaliação da vida útil pós-colheita foi feita com frutos provenientes de um plantio comercial instalado em Mossoró, RN. A perda de peso foi de apenas 3,79%, o pH da polpa aumentou de 4,89 para 5,20, a acidez total titulável decresceu durante o armazenamento e os conteúdos de sólidos solúveis e açúcares solúveis totais não apresentaram correlação com o armazenamento, sendo que o primeiro variou de 7,63 a 9,55%. Os açúcares redutores apresentaram leve diminuição no final do armazenamento. A vida útil pós-colheita dos frutos foi avaliada em 12 dias.

Palavras-chave : Citrullus lanatus; qualidade; conservação; armazenamento.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons