SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número12Níveis de sombreamento e aplicação de glifosato e carfentrazone-etil no controle de Macroptilium atropurpureum índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental

versão impressa ISSN 1415-4366versão On-line ISSN 1807-1929

Resumo

SZEKUT, Flavio D.; AZEVEDO, Carlos A. V. de; BOAS, Marcio A. V.  e  ZUCULOTTO, Thiago. Desempenho hidráulico de gotejadores com diferentes águas e declividades da linha lateral. Rev. bras. eng. agríc. ambient. [online]. 2018, vol.22, n.12, pp.813-818. ISSN 1807-1929.  https://doi.org/10.1590/1807-1929/agriambi.v22n12p813-818.

O funcionamento das linhas laterais gotejadoras é afetado pela topografia da área irrigada e representam, dependendo do tipo de água aplicada, mudanças nas características de descarga dos emissores. A pesquisa teve como objetivo avaliar o desempenho hidráulico de gotejadores integrados do tipo labirinto não autocompensantes com diferentes águas e declividades das linhas laterais. O experimento foi realizado em bancada de testes e consistiu em delineamento em blocos casualizados com parcelas subdivididas, sendo o primeiro fator com quatro tipos de água, representado pelas parcelas: água limpa, água com fertilizante, efluente de fecularia e efluente de abatedouro de aves; e o segundo fator pelas declividades da linha lateral, constituído pelas subparcelas: em aclive, em nível e declive. A estatística experimental se constitui em uma análise de variância com posterior desdobramento da interação e teste Tukey a 5% de probabilidade para comparação das médias das vazões. Foi realizada a estatística de controle de qualidade por meio dos gráficos de controle de Shewhart x com interpretações baseadas nos limites de controle superior e inferior, e reconhecimento de padrões não aleatórios. Os resultados mostram que as águas com qualidade inferior modificam as vazões dos gotejadores independentemente da variação de pressão interna causada pela declividade. A água com fertilizante (300 mg L-1) obteve as melhores condições de qualidade de irrigação temporal verificadas pelos gráficos de controle. A irrigação com efluente de abatedouro de aves obteve as mesmas vazões em qualquer declividade da linha lateral. O efluente de fecularia obteve as menores vazões entre todas as águas.

Palavras-chave : fertirrigação; gráfico de controle de Shewhart; gotejadores labirinto.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )