SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issue4Tissue-specific expression of esterases in Triatoma infestans (Triatominae, Heteroptera)Use of lymphocyte cultures for BrdU replication banding patterns in anuran species (Amphibia) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Genetics and Molecular Biology

Print version ISSN 1415-4757

Abstract

PIGNATA, Maria Izabel Barnez; STORT, Antonio Carlos  and  MALASPINA, Osmar. Study of the length of the mouthparts of Africanized, Caucasian and Africanized/Caucasian honey bee crosses, and relationships between glossa size and food gathering behavior. Genet. Mol. Biol. [online]. 1998, vol.21, n.4 ISSN 1415-4757.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-47571998000400010.

Os comprimentos das peças que constituem o aparelho bucal, glossa, paraglossa, estipite, gálea, palpo labial, palpo maxilar, cardo, lorum, mento e pré-mento foram estudados a nível unidimensional em abelhas caucasianas, africanizadas e nos descendentes F1. Somente a paraglossa, estipite, gálea, palpo maxilar, mento e pré-mento mostraram ser diferentes entre esses 2 tipos de abelhas. Essas 6 variáveis foram estudadas nos descendentes F1, tendo sido utilizados 2 tipos de cruzamentos: rainhas caucasianas x machos africanizados (cruzamento 1) e rainhas africanizadas x machos caucasianos (cruzamento 2). Análises multidimensionais também foram realizadas, tendo sido obtidas as distâncias generalizadas de Mahalanobis (D2) entre os parentais e os descendentes F1. Tanto nas análises unidimensionais como nas multidimensionais houve aparente dominância das abelhas africanizadas, mas o número de genes não pôde ser conhecido porque só havia a geração F1 e não houve controle da heterozigosidade das 2 colônias parentais. Os cálculos dos coeficientes de correlações de Spearman mostraram que as abelhas com glossae mais longas coletaram mais xarope de açúcar e voaram mais lentamente da colônia para a fonte de alimento.

        · abstract in English     · text in English