SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 issue3Heterochromatin patterns and karyotype relationships within and between the genera Brycon and Salminus (Pisces, Characidae)Morphological dimorphism in the Y chromosome of "pé-duro" cattle in the Brazilian State of Piauí author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Genetics and Molecular Biology

Print version ISSN 1415-4757

Abstract

DIOP, M.; DODENHOFF, J.  and  VAN VLECK, L.D.. Estimates of direct, maternal and grandmaternal genetic effects for growth traits in Gobra cattle. Genet. Mol. Biol. [online]. 1999, vol.22, n.3, pp. 363-367. ISSN 1415-4757.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-47571999000300013.

Foram obtidas as estimativas dos pesos ao nascimento (N = 3909), ao desmame (N = 3425), com 1 ano de idade (N = 2764) e final (N = 2144) a partir dos registros de gado Gobra coletados no Centro de Pesquisas em Zootecnia de Dahra, Senegal. Três modelos animais foram adaptados para obter estimativas por REML usando uma abordagem de informação média (AI). O modelo 1 considerou os efeitos ambientais aleatórios direto, genético maternal e maternal permanente. No modelo 2, um efeito geral relativo às avós foi adicionado aos efeitos aleatórios considerados no modelo 1, e no modelo 3 o efeito geral relativo às avós foi dividido em efeitos ambientais genético e permanente. Todos os modelos admitiram covariâncias entre os efeitos genéticos. A inclusão dos efeitos relativos às avós nos modelos 2 e 3 não alterou as estimativas dos parâmetros genéticos comparados com o modelo 1. As variâncias atribuíveis aos efeitos relativos às avós tornaram-se negativas e foram posicionadas próximas a zero, exceto para o peso com 1 ano, para o qual a herdabilidade relativa à avo foi 0,03 ± 0,03. As estimativas para as herdabilidades direta e maternal foram, respectivamente, 0,08 ± 0,03 e 0,03 ± 0,02 para peso ao nascimento, 0,20 ± 0,05 e 0,21 ± 0,05 para peso ao desmame, 0,26 ± 0,07 e 0,16 ± 0,07 para peso com 1 ano e 0,14 ± 0,06 e 0,16 ± 0,06 para o peso final. As estimativas da correlação genética entre os efeitos direto e maternal para os pesos ao nascimento, ao desmame, com 1 ano e final foram -0,17 ± 0,40, -0,58 ± 0,32, -0,52 ± 0,34 e -0,34 ± 0,37, respectivamente. Para o peso com 1 ano com herdabilidade relativa à avó estimada como sendo apenas 0,03, o modelo 3 deu estimativas da correlação genética entre os efeitos direto e relativo à avó e entre os efeitos maternal e relativo à avó de 0,28 ± 0,48 e -0,33 ± 0,67, respectivamente. As estimativas de herdabilidade direta e maternal não se alteraram quando os efeitos relativos à avó não foram incluídos no modelo.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English