SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 issue3A leukocyte cryopreservation technique for cytogenetic studiesEffects of turmeric and its active principle, curcumin, on bleomycin-induced chromosome aberrations in Chinese hamster ovary cells author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Genetics and Molecular Biology

Print version ISSN 1415-4757

Abstract

BURIM, Regislaine V.; CANALLE, Renata; LOPES, João L. Callegari  and  TAKAHASHI, Catarina S.. Genotoxic action of the sesquiterpene lactone glaucolide B on mammalian cells in vitro and in vivo. Genet. Mol. Biol. [online]. 1999, vol.22, n.3, pp. 401-406. ISSN 1415-4757.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-47571999000300020.

O glaucolido B é uma lactona sesquiterpênica, g-lactona a,b-insaturada, isolada da Vernonia eremophila Mart. (Vernonieae, Asteraceae); apresenta atividade esquistossomicida e antimicrobiana, além de atividade analgésica. A aceitação de uma substância para uso medicinal também depende de dados sobre sua toxicidade, além de sua eficiência medicinal. Assim, o objetivo deste trabalho foi testar a atividade clastogênica e citotóxica do composto glaucolido B in vitro e in vivo, utilizando linfócitos em cultura temporária e células da medula óssea de camundongos BALB/c, respectivamente. Analisaram-se o índice mitótico (MI) e as aberrações cromossômicas nos sistemas in vitro e in vivo, e trocas entre cromátides irmãs (SCE) e índice proliferativo (PI) somente no ensaio in vitro. Nas culturas de linfócitos humanos as concentrações superiores a 15 µg/ml de meio de cultura inibiram totalmente o crescimento celular. Os testes realizados com as concentrações 2, 4 e 8 µg/ml de meio de cultura demonstraram que o glaucolido B induziu aumento significativo na freqüência de aberrações cromossômicas nas culturas tratadas com as duas maiores concentrações, e mostrou-se citotóxico em concentrações iguais ou superiores a 8 µg/ml de meio de cultura, mas não aumentou a freqüência basal de SCE. A análise das células de medula óssea de camundongos não revelou aumento significativo na freqüência de aberrações cromossômicas com a administração de diferentes concentrações de glaucolido B (160, 320 e 640 mg/kg de peso corpóreo), e também não interferiu na divisão celular. Assim, este composto não apresentou ação clastogênica sobre células de mamíferos in vivo, no entanto teve efeito citotóxico e clastogênico in vitro, sendo necessário cautela no seu possível uso como medicamento.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English