SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 issue4Chromosomal investigations in patients with mental retardation and/or congenital malformationsGenomic imprinting: genetic mechanisms and phenotypic consequences in Prader-Willi and Angelman syndromes author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Genetics and Molecular Biology

Print version ISSN 1415-4757

Abstract

HATAGIMA, Ana; KLAUTAU-GUIMARAES, Maria Nazaré; SILVA, Felizardo Penalva da  and  CABELLO, Pedro Hernan. Glutathione S-transferase M1 (GSTM1) polymorphism in two Brazilian populations. Genet. Mol. Biol. [online]. 2000, vol.23, n.4, pp. 709-713. ISSN 1415-4757.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-47572000000400003.

A distribuição das freqüências fenotípicas do gene GSTM1 de duas amostras brasileiras, compostas de doadores sanguíneos de ambos os sexos com idade entre 18 e 61 anos, foi estudada. A primeira amostra é composta de 658 indivíduos provenientes do Rio de Janeiro e a segunda de 179 indivíduos de Brasília. Os fenótipos da GSTM1 foram determinados utilizando-se a técnica da reação em cadeia da polimerase e subsequente digestão com a enzima de restrição HaeII. As freqüências observadas para o fenótipo GSTM1 nulo foram de 46,4% e 48,6% para as amostras do Rio de Janeiro e Brasília, respectivamente. Os resultados também mostram que a distribuição fenotípica da GSTM1 não está em equilíbrio de Hardy-Weinberg para ambas as amostras: c21 = 11,49 (P < 0,001) para o Rio de Janeiro e c21 = 6,77 (P < 0,01) para Brasília. Este desequilíbrio pode ser atribuído a fatores como seleção, erros na determinação fenotípica ou panmixia ainda incompleta da população brasileira, cujos componentes raciais são caucasóides, africanos e índios.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English