SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número2Cuidado nutricional na visão de enfermeiras docentesImpacto da multimistura no estado nutricional de pré-escolares matriculados em creches índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista de Nutrição

versão impressa ISSN 1415-5273

Resumo

LAURENTINO, Glória Elizabeth Carneiro; ARRUDA, Ilma Kruze Grande de; RAPOSO, Maria Cristina Falcão  e  BATISTA FILHO, Malaquias. Déficit estatural em crianças em idade escolare em menores de cinco anos: uma análise comparativa. Rev. Nutr. [online]. 2006, vol.19, n.2, pp. 157-167. ISSN 1415-5273.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-52732006000200003.

OBJETIVO: Investigar se a ocorrência de déficit estatural em crianças em idade escolar seria semelhante à encontrada em menores de cinco anos, em termos de prevalência e de alguns fatores de risco. MÉTODOS: A amostra foi constituída de 894 crianças em idade escolar (entre seis e doze anos) e de 2.078 crianças menores de cinco anos. Adotou-se o teste c2 de associação de Pearson para testar, em cada um dos grupos estudados, a associação entre o déficit estatural e os possíveis fatores de risco. Utilizou-se o teste de igualdade de proporções para verificar as diferenças das prevalências de déficit estatural em cada grupo de idade e ajustou-se um modelo multivariado explicativo do déficit estatural em menores de cinco anos. RESULTADOS: Considerando o total da amostra, a proporção de déficit estatural entre crianças em idade escolar (16,9%) foi significativamente maior, quando se comparou com o valor percentual (12,1%) obtido entre os menores de cinco anos. O modelo multivariado indicou que o déficit estatural da criança em idade escolar, a renda per capita, a escolaridade e a idade materna foram os fatores que melhor explicaram o déficit estatural das crianças menores de cinco anos. CONCLUSÃO: Nas áreas urbanas do Estado de Pernambuco, o indicador altura/idade pode ser indicativo de colinearidade entre crianças em idade escolar e menores de cinco anos. A ocorrência de déficit estatural na criança em idade escolar foi o principal fator preditivo do déficit estatural no irmão menor de cinco anos.

Palavras-chave : criança; déficit estatural; nanismo nutricional; saúde escolar.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português