SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 issue4Malnutrition promoted by a basic regional diet alters the fatty acid profile of breast milk, and the growth and development of rat pupsEffect of conjugated linoleic acid supplementation and swimming training on the body composition and biochemical parameters of Wistar pups author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista de Nutrição

Print version ISSN 1415-5273

Abstract

SOARES, Lavínia Leal et al. Avaliação dos efeitos da semente de linhaça quando utilizada como fonte de proteína nas fases de crescimento e manutenção em ratos. Rev. Nutr. [online]. 2009, vol.22, n.4, pp. 483-491. ISSN 1415-5273.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-52732009000400004.

OBJETIVO: O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade protéica da linhaça quando usada nas fases de crescimento e manutenção em ratos. MÉTODOS: Na primeira etapa utilizaram-se 18 Rattus norvegicus, Wistar, fêmeas, recém-desmamadas, recebendo água e ração à vontade. Estas foram distribuídas em 3 grupos (n=6): grupo linhaça - com dieta à base de linhaça, grupo controle - com dieta à base de caseína, grupo controle modificado - com dieta à base de caseína, com maior concentração de fibras e óleo. Na segunda etapa (após 28 dias de experimento) a dieta do grupo linhaça foi modificada, acrescentou-se 5,4% de caseína. Os demais grupos permaneceram com as mesmas dietas. Todas eram isoenergéticas e continham 10% de proteína. Os animais foram acompanhados até 180 dias de vida. Foram determinados o quociente de eficiência protéica e a albumina nas duas fases do experimento. RESULTADOS: Na primeira etapa, o grupo linhaça obteve quociente de eficiência protéica (0,8, DP=0,05) significantemente menor que o grupo controle (2,3, DP=0,1) e o controle modificado (2,3, DP=0,2). A concentração de albumina do grupo linhaça (3,0, DP=0,04g/dL) foi menor (p<0,01) que a do grupo controle (3,9, DP=0,06g/dL) e a do controle modificado (3,9, DP=0,01g/dL). Já na segunda etapa, o grupo linhaça modificado (1,2, DP=0,1) obteve maior (p<0,01) quociente de eficiência protéica que grupo controle (0,9, DP=0,02) e o controle modificado (0,9, DP=0,05). Não houve diferença significante no teor de albumina entre os grupos, caracterizando a recuperação da desnutrição. CONCLUSÃO: Conclui-se que a linhaça não deve ser utilizada como fonte exclusiva de proteína, principalmente na fase de crescimento.

Keywords : Crescimento; Linho; Ratos; Valor nutritivo.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese