SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 issue2Adolescents' infant feeding practices in the first year of lifeAnthropometric assessment and food intake of children younger than 5 years of age from a city in the semi-arid area of the Northeastern region of Brazil partially covered by the bolsa família program author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista de Nutrição

Print version ISSN 1415-5273

Abstract

CARAM, Ana Lúcia Alves; MORCILLO, André Moreno  and  DA COSTA PINTO, Elizete Aparecida Lomazi. Estado nutricional de crianças com paralisia cerebral. Rev. Nutr. [online]. 2010, vol.23, n.2, pp. 211-219. ISSN 1415-5273.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-52732010000200004.

OBJETIVO: Avaliar o estado nutricional de 114 crianças com paralisia cerebral, entre 2 e 12,9 anos de idade. MÉTODO: Estudo transversal incluindo crianças atendidas nos ambulatórios de gastropediatria, ortopedia e neuropediatria de um hospital terciário universitário. Os indicadores nutricionais antropométricos estudados foram: peso, altura, índice de massa corporal, área muscular e de gordura do braço. RESULTADOS: A frequência de comprometimento nutricional (Escore-Z <-2), de acordo com os indicadores antropométricos para a idade e a média com o desvio-padrão, foram: 50,9% para peso, com média de -2,19 (DP=2,48), 38,6% para altura, média: -1,66 (DP=1,50), 45,6% para índice de massa corporal, média: -1,74 (DP=2,75), 29,8% para área muscular do braço, média: -1,03 (DP=1,73) e 35,1% para área de gordura do braço, média: -1,15 (DP=1,41). CONCLUSÃO: A desnutrição foi frequente em crianças com paralisia cerebral. As crianças com paralisia cerebral do tipo tetraparético apresentaram os indicadores antropométricos mais comprometidos: peso e índice de massa corporal, com 72,4% e 73,1% das crianças com Escore-Z <-2 respectivamente.

Keywords : Avaliação nutricional; Crescimento; Desnutrição; Paralisia cerebral.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese