SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue1Validation of active teaching-learning methods for promoting healthy eating habits in schoolchildrenThe dietician in the school food program: evaluation of a training experience based on focus groups author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista de Nutrição

Print version ISSN 1415-5273

Abstract

CAMOSSA, Ana Cristina do Amaral; TELAROLLI JUNIOR, Rodolpho  and  MACHADO, Maria Lúcia Teixeira. O fazer teórico-prático do nutricionista na estratégia saúde da família: representações sociais dos profissionais das equipes. Rev. Nutr. [online]. 2012, vol.25, n.1, pp. 89-106. ISSN 1415-5273.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-52732012000100009.

OBJETIVO: Conhecer as representações sociais dos profissionais das equipes de saúde da família sobre o fazer teórico-prático do nutricionista. A pesquisa foi realizada em Unidades de Saúde da Família de um município do estado de São Paulo. MÉTODOS: Foi utilizada a metodologia qualitativa, tendo como sujeitos 27 profissionais, eleitos por critério intencional. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas semiestruturadas. Para a interpretação dos dados, utilizou-se a análise categorial temática, apropriando-se da Teoria das Representações Sociais. RESULTADOS: Como resultados, emergiram quatro temas: Nutricionista na Estratégia de Saúde da Família, Abordagem de questões alimentares pelos profissionais da equipe de saúde da família, Educação nutricional e Problematizando a ausência do nutricionista na equipe de saúde da família. As principais representações obtidas com relação ao nutricionista foram relacionadas à prescrição de dietas, além de revelarem um conhecimento mais amplo sobre as funções e atribuições desse profissional. Não houve dúvidas sobre a importância da educação nutricional na promoção de práticas alimentares saudáveis, apesar de os sujeitos terem demonstrado uma visão superficial e pouco abalizada teoricamente sobre o tema. CONCLUSÃO: A ausência do nutricionista na equipe de saúde da família foi atribuída a fatores como o baixo reconhecimento social, a desvalorização profissional, o pouco tempo de existência da profissão, o desconhecimento do núcleo de competência do nutricionista e a manutenção do modelo médico hegemônico. Concluiu-se pela necessidade de mais estudos que problematizem a inserção do nutricionista em equipes de saúde da família.

Keywords : Educação alimentar e nutricional; Nutricionista; Percepção social; Saúde da família.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese