SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número5Percepção de professores e estudante em relação ao perfil de formação de nutricionista em saúde públicaMarco legal do Programa Nacional de Alimentação Escolar: uma releitura para alinhar propósitos e prática na aquisição de alimentos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Nutrição

versão impressa ISSN 1415-5273

Resumo

BEZERRA, Ilana Nogueira et al. Procedimentos empregados na estimativa das medidas de massa e de volume de alimentos selecionados pelo Inquérito Nacional de Alimentação 2008-2009. Rev. Nutr. [online]. 2012, vol.25, n.5, pp.646-655. ISSN 1415-5273.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-52732012000500009.

OBJETIVO: Descrever os procedimentos utilizados para estimar as medidas de massa e de volume dos itens mais consumidos no Brasil e apresentar propostas que possam ser adotadas para o aprimoramento do cálculo das quantidades ingeridas nos inquéritos alimentares no Brasil. MÉTODOS: Foram utilizados os dados do Inquérito Nacional de Alimentação 2008-2009 para descrever as frequências brutas das unidades de medida referidas para os cinco itens mais consumidos no Brasil (arroz, feijão, café, pão e carne bovina frita), exemplificouse a construção da base de dados utilizada no Inquérito Nacional de Alimentação e discutiramse as principais dificuldades encontradas nesse processo. RESULTADOS: Foram citadas aproximadamente 11.800 unidades de medidas associadas a cerca de 2.000 alimentos/preparações. A colher de servir foi a medida mais citada para o arroz (57%); a concha, para o feijão (80%); a xícara de café, para café (36%); unidade, para pão de sal (88%) e bife, para carne bovina frita (54%). Medidas equivocadas ou incompatíveis com os alimentos e unidades de medida que dificilmente podem ser dimensionadas foram citadas e uma unidade de medida padrão foi utilizada para estimar a quantidade consumida nessas situações. CONCLUSÃO: Na estimativa das quantidades relatadas no Inquérito Nacional de Alimentação foram adotados procedimentos no intuito de minimizar os erros de mensuração. Esforços para melhorar a quantificação dos alimentos consumidos em inquéritos nacionais se justificam uma vez que a padronização das medidas referidas em inquéritos nutricionais possibilita comparações nacionais e internacionais e contribui para elaboração de recomendações e guias de alimentação e nutrição.

Palavras-chave : Coleta de dados; Consumo de alimentos; Registros de dieta.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons