SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número3Adaptação transcultural e validação do conteúdo em português da Pediatric Subjective Global Nutritional Assessment em pacientes pediátricos hospitalizados com câncerConfiabilidade e validade do conteúdo de um questionário para avaliar os estágios de mudança de comportamento no estilo de vida escolar, em crianças colombianas: estudo Fuprecol índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Nutrição

versão On-line ISSN 1678-9865

Resumo

OLIVEIRA, Renata Carvalho de et al. Preferências de adultos jovens por diferentes formatos de informações nutricionais em restaurantes no Brasil e Reino Unido. Rev. Nutr. [online]. 2017, vol.30, n.3, pp.321-332. ISSN 1678-9865.  http://dx.doi.org/10.1590/1678-98652017000300005.

Objetivo

Este estudo piloto teve como objetivo explorar as preferências de adultos jovens em dois diferentes contextos, quanto a formatos de informações nutricionais em restaurantes.

Métodos

Cinco grupos focais foram conduzidos com 36 participantes, dois grupos focais com 11 participantes no Brasil e três grupos com 25 no Reino Unido. Os temas originados da análise de conteúdo das transcrições foram organizados em quatro possíveis formatos de informação nutricional em restaurante: 1) informação numérica de calorias; 2) informação numérica de calorias e nutrientes; 3) sistema de semáforo nutricional acrescido de valor diário de referência; 4) informação alimentar contendo lista de ingredientes e símbolos de destaque.

Resultados

Em ambos os países, os participantes preferiram o formato com lista de ingredientes e símbolos, considerando-o mais compreensível e útil para realizar escolhas alimentares informadas. Os símbolos de alimento orgânico e vegetariano foram considerados mais importantes para serem disponibilizados junto à lista de ingredientes nos restaurantes. Entretanto, a maioria dos participantes no Brasil e no Reino Unido rejeitou o formato contendo apenas a informação de calorias e de calorias mais nutrientes, afirmando que estes formatos poderiam não influenciar suas escolhas alimentares.

Conclusão

Esse é o primeiro estudo qualitativo multicultural a explorar as preferências de pessoas vivendo em diferentes países, com diferentes hábitos alimentares, mas onde a informação nutricional em restaurantes é voluntária. Os resultados evidenciaram similaridades nas preferências e rejeições quanto aos diferentes formatos de informação nutricional em restaurante, nesses dois diferentes contextos. O estudo mostrou que os participantes em ambos os países preferiram a informação qualitativa em detrimento à informação numérica, sugerindo que o formato contendo lista de ingredientes e símbolos fornece a informação que as pessoas querem ver nos cardápios em restaurantes.

Palavras-chave : Comportamento alimentar; Grupos focais; Informação nutricional; Pesquisa qualitativa; Restaurante..

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf epdf )