SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número4Impacto do Programa Bolsa Família no estado nutricional de crianças e adolescentes de duas regiões brasileirasAtuação do nutricionista no Programa Nacional de Alimentação escolar: estudo de casos múltiplos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Nutrição

versão On-line ISSN 1678-9865

Resumo

LINDEMANN, Ivana Loraine; MOLON, Emily Parker; MINTEM, Gicele Costa  e  MENDOZA-SASSI, Raúl Andrés. Informações sobre nutrição entre adultos e idosos usuários da Atenção Primária de Saúde: ocorrência, fatores associados e fontes de informação. Rev. Nutr. [online]. 2017, vol.30, n.4, pp.489-498. ISSN 1678-9865.  http://dx.doi.org/10.1590/1678-98652017000400008.

Objetivo:

Investigar o recebimento de informações sobre nutrição, fatores associados e tipos de fontes.

Métodos:

Estudo transversal, realizado em 2013, com 1.246 adultos e idosos usuários da Atenção Primária de Saúde de Pelotas, Rio Grande do Sul. A amostra foi caracterizada quanto ao recebimento de informações sobre nutrição, suas fontes, e variáveis demográficas, socioeconômicas, de saúde, de conhecimento e de hábitos de vida. A associação das variáveis independentes com o recebimento de informações sobre nutrição foi verificada por meio das razões de prevalências e seus intervalos de confiança.

Resultados:

A prevalência do recebimento de informações sobre nutrição foi de 37,6% (IC95=34,9-40,3) e a probabilidade de sua ocorrência foi maior entre idosos, entre aqueles com autopercepção positiva da alimentação, que recebiam informações sobre saúde e fisicamente ativos e, menor entre eutróficos. Observaram-se diferenças entre estratos de renda, sendo a probabilidade do desfecho maior no quintil mais elevado. Verificou-se tendência linear para escolaridade e seguimento dos 10 Passos da Alimentação Saudável, sendo a probabilidade do desfecho maior entre usuários com no mínimo ensino superior e entre os que seguiam no mínimo 4 passos. Quanto às fontes de informações sobre nutrição, as mais citadas foram programa de televisão (56,2%), outra (46,2%), médico (41,2%), Internet (25,1%) e familiares (20,9%) e não foram observadas diferenças conforme o sexo.

Conclusão:

Os usuários da Atenção Primária de Saúde pouco recebiam informações sobre nutrição e, fazer uso da televisão como ferramenta para divulgar as recomendações alimentares oficiais, poderia ser útil às instituições responsáveis pelo setor.

Palavras-chave : Comportamento alimentar; Promoção da saúde; Nutrição em saúde pública; Atenção primária à saúde.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf epdf )