SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número1Suplementação dietética com camu-camu e exercícios contínuos no tratamento da obesidadeEstilo alimentar adotado por mães adolescentes e práticas da alimentação complementar dos seus filhos lactentes índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Nutrição

versão impressa ISSN 1415-5273versão On-line ISSN 1678-9865

Resumo

CNOP, Mara Lima DE et al. Consumo de refeições e indicadores antropométricos em adolescentes de escolas públicas e privadas da região metropolitana do Rio de Janeiro. Rev. Nutr. [online]. 2018, vol.31, n.1, pp.35-47. ISSN 1415-5273.  https://doi.org/10.1590/1678-98652018000100004.

Objetivo

Este artigo tem como objetivo descrever os hábitos de consumo de refeições e avaliar sua associação com indicadores antropométricos.

Métodos

Trata-se de estudo de desenho transversal em que foram analisados 1.749 estudantes do ensino fundamental e médio, de escolas públicas e privadas, selecionadas no município do Rio de Janeiro (idade média=15,3 anos), investigados no estudo de base do Estudo Longitudinal de Avaliação Nutricional de Adolescentes. Os hábitos de consumo de refeições e a realização de refeições na presença dos pais foram avaliados por meio de questionário autoaplicado, sendo categorizadas em regular (diariamente) e irregular (≤6 vezes/semana). O perfil de consumo de refeições foi considerado satisfatório (quando desjejum, almoço e jantar eram realizados diariamente) ou insatisfatório. Foram calculados o Índice de Massa Corporal, a razão cintura/estatura e o percentual de gordura corporal. A associação entre hábitos de consumo de refeição e indicadores antropométricos foi estimada por meio de modelos de regressão logística multivariados, ajustados por idade e sexo e estratificados segundo o tipo de escola.

Resultados

O consumo regular do almoço mostrou-se mais comum entre alunos de escolas privadas, os quais também apresentaram frequência mais elevada de realização irregular do jantar. Entre alunos de escolas privadas, o perfil insatisfatório e o consumo irregular de refeições se associaram com o excesso de peso, a razão cintura/estatura elevada e percentual de gordura corporal aumentado. Por outro lado, entre alunos de escolas públicas, a associação com excesso de peso foi encontrada para o consumo irregular do desjejum.

Conclusão

Em adolescentes, a associação entre hábitos de refeições e condição de peso é, possivelmente, modulada pela condição socioeconômica.

Palavras-chave : Adolescentes; Antropometria; Composição corporal; Estudos transversais; Estado nutricional.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )