SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número4Marcadores de alimentação saudável, ingestão de água e constipação intestinal em crianças de 4 a 7 anos de idadeFatores associados à Força de Preensão Manual em idosos residentes em Florianópolis, Brasil: Estudo EpiFloripa Idoso índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Nutrição

versão impressa ISSN 1415-5273versão On-line ISSN 1678-9865

Resumo

CARVALHO, Nágila Araújo de; MARTINS, Karine Anusca  e  SOUSA, Lucilene Maria de. Consumo de alimentos extrainstitucionais e preferências alimentares de alunos de escolas públicas de tempo integral. Rev. Nutr. [online]. 2018, vol.31, n.4, pp.373-384. ISSN 1415-5273.  http://dx.doi.org/10.1590/1678-98652018000400003.

Objetivo

O objetivo desta pesquisa é analisar os fatores associados ao consumo de alimentos extrainstitucionais e as preferências alimentares de alunos matriculados em escolas públicas de tempo integral.

Métodos

Trata-se de estudo transversal analítico com alunos de escolas municipais de tempo integral do município de Goiânia (GO). Participaram da pesquisa estudantes de ambos os sexos, com idade entre seis e 14 anos, que não apresentavam restrições alimentares. Verificou-se renda familiar per capita, escolaridade materna, estado nutricional, o consumo de alimentos extrainstitucionais (não provenientes da alimentação escolar) em cada refeição e seu local de origem, bem como os alimentos de maior e menor preferência na alimentação escolar. Utilizou-se teste Qui-Quadrado e Tendência Linear para análise dos dados.

Resultados

Participaram 359 alunos, a maioria entre seis e 10 anos. Mais de um terço consumia alimentos extrainstitucionais (44,0%), com maior frequência no lanche da manhã (34,0%). O principal local de origem desses alimentos foi o domicílio (48,7%), e um dos principais alimentos consumidos foi o suco de caixinha. Esse consumo, no almoço, associou-se com os adolescentes e as mães com maior escolaridade e, no lanche da tarde, entre os alunos sem excesso de peso. Os alimentos de maior preferência foram leite achocolatado e pão com manteiga/margarina, arroz e feijão, suco de maracujá e pão com queijo/requeijão; os de menor preferência foram leite caramelado e biscoito de sal, feijão e beterraba, mingau de coco e pão com requeijão/queijo.

Conclusão

Houve frequência elevada de consumo de alimentos extrainstitucionais, associado a faixa etária, maior escolaridade da mãe e alunos sem excesso de peso. Os alimentos de maior e menor preferência incluíram alimentos lácteos e feijão.

Palavras-chave : Consumo de alimentos; Preferência alimentar; Alimentação escolar.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )