SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 número6Prevalence of malocclusion in children aged 12 to 36 months in João Pessoa, Paraíba stateSurgeon dentist's civil liability: the technical assistant's importance índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial

versión impresa ISSN 1415-5419

Resumen

DEL SANTO, Luciano; BACHEGA, Marco Aurélio  y  DEL SANTO JR., Marinho. Inter-relação entre o perfil dos lábios superiores e a posição da maxila e dos incisivos superiores em pacientes adultos. Rev. Dent. Press Ortodon. Ortop. Facial [online]. 2009, vol.14, n.6, pp. 58-64. ISSN 1415-5419.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-54192009000600008.

INTRODUÇÃO: tanto as avaliações profissionais quanto as avaliações de pessoas leigas não indicam um claro relacionamento entre as características de perfil duro e do perfil mole em pacientes ortodônticos. Por outro lado, há evidências concretas de que o ortodontista possa alterar o perfil facial de seus pacientes. OBJETIVOS: este trabalho visou mensurar a contribuição das características ósseas da maxila e a inclinação dos incisivos superiores à posição do lábio superior. MÉTODOS: uma amostra de 147 pacientes adultos, 58 homens e 89 mulheres, com idades de 15 a 49 anos, sendo a maioria caucasiana, foi retrospectivamente selecionada na clínica particular de um dos autores. Presumiu-se que o perfil estético facial depende dos tecidos ósseos que o suportam e de sua própria constituição, como espessura, tonicidade e composição. O modelo de pesquisa não havia sido desenhado para controlar as características intrínsecas do tecido mole. Para compor as linhas estéticas de Ricketts e de Burstone, as variáveis cefalométricas de maior interesse foram SNA e U1PP, quando simultaneamente avaliadas. RESULTADOS: os coeficientes de regressão, embora estatisticamente significativos, não contribuíram definitivamente para explicar as variáveis de interesse, as linhas estéticas pré-determinadas. Além disso, os resultados encontrados sugeriram uma correlação negativa entre a posição maxilar (SNA) e a inclinação anteroposterior dos incisivos superiores (U1PP), possivelmente devido às compensações impostas pelos lábios e pela língua. CONCLUSÕES: os resultados não apresentaram evidências científicas conclusivas sobre a contribuição dos tecidos duros para o perfil facial de tecido mole.

Palabras llave : Perfil facial; Perfil labial; Lábio superior.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués