SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 issue4Enteroparasitosis and onychomycosis in food handlers in the city of Ribeirão Preto, SP, BrasilCancer mortality trends in 10 Brazilian capitals, 1980 - 2000 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790XOn-line version ISSN 1980-5497

Abstract

MENDES, Walter; TRAVASSOS, Cláudia; MARTINS, Mônica  and  NORONHA, José Carvalho de. Revisão dos estudos de avaliação da ocorrência de eventos adversos em hospitais. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2005, vol.8, n.4, pp.393-406. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2005000400008.

OBJETIVO: Rever os estudos sobre a ocorrência de eventos adversos em hospitais, com objetivo de avaliar as metodologias empregadas e os seus resultados. METODOLOGIA: Revisão sistemática da literatura científica sobre avaliação da ocorrência de evento adverso em hospitais. Esta pesquisa incluiu apenas os estudos que empregaram na avaliação o método de revisão retrospectiva de prontuário do paciente. A análise dos estudos abordou a definição de evento adverso e de eventos adversos evitáveis, a incidência, a forma de aplicação do método de revisão retrospectiva; os critérios de avaliação empregados e as categorias de análise: área clínica, especialidade, local de ocorrência, momento da ocorrência do evento adverso, gravidade da lesão. RESULTADOS: Foram identificados nove estudos publicados nos Estados Unidos da América, Austrália, Nova Zelândia, França, Inglaterra, Dinamarca e Canadá, que avaliaram, no total, 92063 prontuários. A partir da mudança do enfoque dos estudos, que evoluiu de um caráter médico legal para estudos de melhoria de qualidade, o evento adverso passou a ser definido como lesão [injury] não intencional que resultou em incapacidade [disability] temporária ou permanente e/ou prolongamento do tempo de permanência ou morte como conseqüência do cuidado prestado. A incidência de eventos adversos variou de 2,9 a 16,6 por 100 pacientes admitidos em hospitais nos estudos revisados. CONCLUSÃO: Em que pesem as diferenças nos critérios de avaliação e dos resultados nos nove estudos, eles permitem orientar o desenho da metodologia para mensurar um fenômeno cuja magnitude não é conhecida no Brasil.

Keywords : Eventos adversos; Avaliação de serviços de saúde; Qualidade na assistência à saúde; Segurança do paciente; Erro médico.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License