SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 número3Concordância entre avaliadores na seleção de artigos em revisões sistemáticasCobertura e fatores associados à não realização do exame preventivo de Papanicolaou em São Luís, Maranhão índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Epidemiologia

versão impressa ISSN 1415-790Xversão On-line ISSN 1980-5497

Resumo

MATARAZZO, Hellen Chrystine Zanetti et al. Reprodutibilidade e validade do questionário de freqüência de consumo alimentar utilizado em estudo caso-controle de câncer oral. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2006, vol.9, n.3, pp.316-324. ISSN 1415-790X.  https://doi.org/10.1590/S1415-790X2006000300006.

O objetivo deste trabalho foi verificar a reprodutibilidade e validade do questionário de freqüência de consumo alimentar utilizado no Estudo Latino-Americano sobre Câncer Oral e de Laringe. Uma amostra de 35 indivíduos, considerados controle no Estudo Latino-Americano, foi entrevistada por telefone. Foi reaplicado o questionário de freqüência idêntico ao do Estudo Latino-Americano e aplicado um recordatório de 24 horas. A reprodutibilidade foi avaliada pela comparação do consumo alimentar obtido nos dois questionários de freqüência, e a validade pela comparação do consumo obtido no recordatório de 24 horas e no segundo questionário de freqüência. Na comparação entre os questionários foi utilizado o teste de Wilcoxon para medir as diferenças no consumo, o coeficiente de Spearman para avaliar as correlações, a correlação intraclasse para estimar a variação intrapessoal, e o teste Kappa para avaliar a concordância no consumo. Na análise da reprodutibilidade ocorreram diferenças estatisticamente significantes para o consumo de massas e leguminosas. Na análise da validade ocorreram diferenças estatisticamente significantes para manteiga, tubérculos, frango, hortaliças, leguminosas e frutas, sendo que, em geral, o questionário de freqüência superestimou o consumo destes grupos de alimentos. A concordância de classificação por tercis variou de 40% a 80% entre os dois questionários de freqüência, e de 31% a 74% entre o recordatório e o segundo questionário de freqüência. Os resultados indicam que o questionário de freqüência utilizado no Estudo Latino-Americano tem boa reprodutibilidade e razoável validade para estimar o consumo de alimentos.

Palavras-chave : Questionário de freqüência de consumo alimentar; Reprodutibilidade; Validade; Estudo caso-controle; Dieta e câncer.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons