SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 número4Características de abortamentos atendidos em uma maternidade pública do Município da Serra - ESAvaliação dos padrões de uso de álcool em usuários de serviços de Atenção Primária à Saúde de Juiz de Fora e Rio Pomba (MG) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Epidemiologia

versão impressa ISSN 1415-790Xversão On-line ISSN 1980-5497

Resumo

JARDIM, Renata; BARRETO, Sandhi Maria  e  ASSUNCAO, Ada Ávila. Disfonia: definição de caso e prevalência em professores. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2007, vol.10, n.4, pp.625-636. ISSN 1980-5497.  https://doi.org/10.1590/S1415-790X2007000400020.

Várias pesquisas têm mostrado elevada prevalência de disfonia em professores, porém não há uma definição padronizada de alteração vocal nos estudos realizados, o que dificulta a comparação dos resultados obtidos e o desenvolvimento da pesquisa na área. O objetivo deste estudo foi discutir a necessidade de padronizar a definição de disfonia funcional e discutir possíveis implicações da falta da padronização na estimação da prevalência da disfonia funcional em professores. Foi realizada uma revisão bibliográfica sistemática sobre disfonia em professores, por meio de consulta a diversas bases de dados, sendo considerados os artigos publicados a partir de 1990. De 3.186 citações, 15 artigos preencheram os critérios de inclusão para a discussão da prevalência da disfonia em professores. Nove artigos definiram disfonia baseados somente na presença de sintomas vocais, com variações em relação ao tipo, número, freqüência e período de referência. Rouquidão e cansaço vocal foram mencionados em todos os estudos que avaliaram sintomas vocais. Somente três estudos analisaram a prevalência da disfonia baseada na avaliação profissional. As prevalências variaram conforme o período de referência e a freqüência dos sintomas pesquisados. Os resultados ratificaram a importância de padronizar a definição de disfonia para melhor estudar e compreender a sua ocorrência e comparar a prevalência obtida em diferentes populações e através do tempo, em uma mesma população. A definição padronizada da disfonia deveria incluir alterações laríngeas observadas em fases mais avançadas da disfonia, assim como sinais e sintomas presentes em fases que precedem as alterações orgânicas, potencialmente reversíveis.

Palavras-chave : Disfonia; Professores; Prevalência; Sintomas vocais e trabalho.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons