SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número4O tratamento cartográfico da informação em saúde do trabalhadorComparação de métodos de imputação única e múltipla usando como exemplo um modelo de risco para mortalidade cirúrgica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Epidemiologia

versão impressa ISSN 1415-790X

Resumo

PAULA, Fátima de Lima; FONSECA, Maria de Jesus Mendes da; OLIVEIRA, Raquel de Vasconcellos Carvalhaes de  e  ROZENFELD, Suely. Perfil de idosos com internação por quedas nos hospitais públicos de Niterói (RJ). Rev. bras. epidemiol. [online]. 2010, vol.13, n.4, pp.587-595. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2010000400004.

OBJETIVO: Descrever as características comuns de idosos internados, por quedas, em hospitais públicos do município de Niterói - RJ. MÉTODOS: Estudo seccional com 110 pacientes com 60 anos ou mais, nos hospitais públicos de Niterói, internados devido a fraturas pós-queda. Os dados foram coletados com um questionário multidimensional aplicado por meio de entrevista. Foram utilizadas a análise de correspondência múltipla e a análise de conglomerados para descrever as características dos entrevistados. RESULTADOS: Os resultados apontaram quatro grupos. O primeiro grupo era composto de idosos com melhores condições físicas: não fraturaram o fêmur, eram mais independentes, saíam mais de casa antes da queda, tinham boa visão, permaneceram menos tempo internados e saíram do hospital com alta para casa. Outro grupo apresentou indivíduos em piores condições físicas: os menos independentes, os que ficaram mais tempo internados e os que saíram do hospital por óbito. Ainda foi apontado um grupo dos que fraturaram o fêmur, não tinham boa visão e dos que saíam de casa menos de uma vez por semana. O quarto grupo apontou os que saíam de casa uma a duas vezes por semana e os que ficaram internados de 11 a 30 dias. CONCLUSÕES: A análise de correspondência múltipla foi uma técnica útil para identificar subgrupos de pacientes com características comuns, o que fornece indícios para a criação de estratégias nos programas de prevenção de quedas.

Palavras-chave : Análise de correspondência; Análise de conglomerados; Fraturas; Quedas; Idosos; Hospitalização.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons