SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 suppl.1Variação temporal na prevalência do excesso de peso e obesidade em adultos: Brasil, 2006 a 2009 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista Brasileira de Epidemiologia

versão impressa ISSN 1415-790X

Resumo

MALTA, Deborah Carvalho et al. Família e proteção ao uso de tabaco, álcool e drogas em adolescentes, Pesquisa Nacional de Saúde dos Escolares. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2011, vol.14, suppl.1, pp. 166-177. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2011000500017.

O estudo avalia a associação entre o consumo de tabaco, bebidas alcoólicas e drogas ilícitas e os fatores de proteção familiar. Foram analisados dados referentes da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE), em uma amostra de 60.973 escolares do nono ano do Ensino Fundamental de escolas públicas e privadas das 26 capitais dos estados brasileiros e Distrito Federal. A maioria dos adolescentes vive com o pai e a mãe e cerca de um terço reside em lares apenas com a presença da mãe. Metade dos pais ou responsáveis sabe o que os adolescentes fazem no tempo livre. Residir com ambos os pais tem efeito protetor nos hábitos de fumar, beber e usar drogas. Além disto, a supervisão familiar também é importante na prevenção destes hábitos. Práticas como fazer pelo menos uma refeição com pais ou responsáveis, na maioria dos dias da semana, e o fato de os pais ou responsáveis saberem o que os adolescentes fazem no tempo livre nos últimos 30 dias tem efeito protetor. Os alunos que faltam às aulas sem avisar aos pais têm maior chance de fumar, beber e experimentar drogas. O papel da família é essencial na prevenção de riscos, tais como: tabaco, álcool e drogas e na promoção à saúde dos adolescentes.

Palavras-chave : família; adolescente; fumo; álcool; drogas; fatores de risco.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · pdf em Português | Inglês