SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue1Construction of the discourse on dengue fever in the mediaMicronutrient consumption and overweight: Is there a relationship? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Abstract

FERREIRA, Brunno Elias; OLIVEIRA, Isabele Mendes  and  PANIAGO, Anamaria Mello Miranda. Qualidade de vida de portadores de HIV/AIDS e sua relação com linfócitos CD4+, carga viral e tempo de diagnóstico. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2012, vol.15, n.1, pp. 75-84. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2012000100007.

A qualidade de vida (QV) acompanha o tratamento dos pacientes com AIDS, juntamente com as inovações farmacológicas, que permitiram prolongar a vida do paciente e a manutenção de seu bem-estar. O presente estudo objetivou verificar a QV desses pacientes e correlacionar com dados clínicos e laboratoriais. Participaram 205 pacientes HIV/AIDS, os quais responderam ao questionário WHOQOL-120-HIV e tiveram coletados seus dados sociodemográficos, clínicos e laboratoriais. A média etária foi de 40,59 ± 11,81 anos; contagem de linfócitos CD4+ de 397,97 ± 232,84 mm3 e 5,23 ± 3,94 anos de diagnóstico do HIV. A carga viral era <50 cópias/ml em 115 pacientes; em 61, entre 50 e 10.000; e em 29 acima de 10.000 cópias. Os domínios atingiram bons escores médios, sendo que o melhor foi o psicológico (14,5 ± 2,7), seguido de relações sociais (13,7 ± 2,2), físico (12,7 ± 3,5), nível de independência (12,6 ± 2,5), crenças pessoais (12,4 ± 2,4) e meio ambiente (12,4 ± 1,8). Os melhores escores nas facetas dor, lazer, apoio social, ambiente físico e crenças pessoais foram os com maiores níveis de CD4 (p < 0,05). Já nas facetas finanças, lazer, preocupações sobre o futuro e QV geral e percepção de saúde foram em pacientes com carga viral <50 (p < 0,05). Os melhores índices nas facetas energia e fadiga, atividade sexual, informação e transporte, sintomas da doença, cuidados e preocupações sobre o futuro foram verificados em pacientes com menor tempo de diagnóstico (p < 0,05). Os pacientes com HIV/AIDS do estudo apresentam QV de nível intermediário e associação com os níveis de CD4, CV e tempo de diagnóstico.

Keywords : AIDS; OMS; HAART; Bem-estar; Saúde; Epidemiologia.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese