SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número1Quedas e fraturas entre residentes de instituições de longa permanência para idososMortalidade masculina em três capitais brasileiras, 1979 a 2007 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Brasileira de Epidemiologia

versão impressa ISSN 1415-790X

Resumo

ROMANELLI, Roberta Maia de Castro et al. Infecções relacionadas à assistência a saúde baseada em critérios internacionais, realizada em unidade neonatal de cuidados progressivos de referência de Belo Horizonte, MG. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2013, vol.16, n.1, pp. 77-86. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2013000100008.

OBJETIVO:

Descrever a ocorrência de infecções relacionadas à assistência à saúde em uma unidade neonatal de serviço público de referência em Belo Horizonte, MG, baseando-se em critérios internacionais.

MÉTODOS:

Trata-se de estudo descritivo, realizado por busca ativa, na Unidade Neonatal de Cuidados Progressivos do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (HC/UFMG), de 2008 a 2009. A notificação de infecções baseou-se nos critérios do National Healthcare Safety Network (NHSN). O banco de dados e análise foi realizado em programa interno do serviço.

RESULTADOS:

Foram notificados 325 episódios de infecção nos recém-nascidos, com densidade de incidência de 22,8/1.000 pacientes-dia e incidência proporcional geral de infecção de 36,7%. A sepse foi a principal infecção (62,5%) notificada. A densidade de incidência de infecções foi maior em neonatos com peso menor que 750g (42,4/1.000 pacientes-dia). Observou-se 18,15 episódios de Sepse Relacionada a Cateter/1.000 Cateter Venoso Central-dia e 19,29/1.000 episódios de Sepse Relacionada a Cateter Umbilical/1.000 Cateter umbilical-dia. Em 122 (37,5%) casos de infecção notificada houve isolamento de microorganismos, predominando Staphylococcus coagulase negativo e Staphylococcus aureus (51 casos). A mortalidade e letalidade foram 4,3% e 17,12%, respectivamente.

CONCLUSÃO:

A utilização de critérios padronizados para notificação de infecções é necessária para a construção de indicadores em neonatologia, que são escassos no país e ressaltam a necessidade de avaliação dos critérios nacionais propostos pela Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Palavras-chave : Recém-nascido; Sepse; Vigilância; Controle de infecções.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · pdf em Português