SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue1Social support and common mental disorder among medical studentsEpidemiological aspects of pulmonary tuberculosis in Mato Grosso do Sul, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Abstract

RIBEIRO, Edineia Aparecida Gomes; LEAL, Danielle Biazzi  and  ASSIS, Maria Alice Altenburg de. Acurácia diagnóstica de índices antropométricos na predição do excesso de gordura corporal em crianças de sete a dez anos. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2014, vol.17, n.1, pp.243-254. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/1415-790X201400010019ENG.

OBJETIVO:

Avaliar a acurácia do índice de massa corporal (IMC), circunferência da cintura (CC) e razão cintura-estatura (RCEst) no diagnóstico do excesso de gordura corporal em escolares de Florianópolis, Santa Catarina.

MÉTODOS:

Estudo transversal com 2.772 escolares de sete a dez anos. Curvas ROC (Receiver Operating Characteristic) foram utilizadas para comparar a acurácia diagnóstica do IMC, CC e RCEst na identificação de crianças com excesso de gordura corporal (definido como valores iguais ou superiores ao percentil 90 do resíduo padronizado do somatório de quatro dobras cutâneas). A estimativa da razão de verossimilhança foi utilizada para selecionar, em cada índice antropométrico, o ponto de corte de maior associação com o excesso de gordura corporal.

RESULTADOS:

O IMC, a CC e a RCEst obtiveram bom desempenho na detecção do excesso de gordura corporal, indicado por áreas sob a curva (ASC) ROC próximas a 1,0, com uma ASC um pouco maior para o IMC do que para a CC e RCEst em ambos os sexos. Para os três índices antropométricos, pontos de corte altamente sensíveis e específicos foram derivados. A sensibilidade variou de 85,7 a 92,9% para o IMC, de 78,6 a 89,7% para a CC e de 78,6 a 89,2% para a RCEst. A especificidade variou de 83,2 a 91,4%, de 75,0 a 90,7% e de 77,4 a 88,3% para o IMC, CC e RCEst, respectivamente.

CONCLUSÃO:

O IMC, a CC e a RCEst podem ser usados como teste diagnóstico para identificar o excesso de gordura corporal em crianças de sete a dez anos.

Keywords : Criança; Adiposidade; Índice de Massa Corporal; Circunferência da cintura; Obesidade abdominal; Validade dos testes.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )