SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue3Falls among the elderly: risk factors in a population-based studyValidation and calibration of self-reported weight and height from individuals in the city of São Paulo author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Abstract

MORAES, Luci Fabiane Scheffer; SILVA, Everton Nunes da; SILVA, Diego Augusto Santos  and  PAULA, Ana Patrícia de. Gastos com o tratamento da osteoporose em idosos do Brasil (2008 - 2010): análise dos fatores associados. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2014, vol.17, n.3, pp.719-734. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/1809-4503201400030012.

Objetivo:

Analisar o dispêndio do Ministério da Saúde com o tratamento de osteoporose no Sistema Único de Saúde (SUS) no triênio 2008-2010 e estimar a influência de variáveis demográficas, regionais e associadas à doença nos gastos médios por procedimentos realizados.

Métodos:

Estudo transversal, descritivo e analítico com base em dados secundários do DATASUS relacionados a procedimentos para idosos com diagnóstico de osteoporose e de fraturas associadas. Para a análise estatística e para o modelo multivariado, foi utilizado o programa Stata 11.0.

Resultados:

Foram realizados 3.252.756 procedimentos relacionados ao tratamento de osteoporose em idosos do Brasil no triênio 2008 - 2010, que totalizaram R$ 288.986.335,15. A faixa etária de 60 - 69 anos (46,3%) foi a que mais realizou procedimentos, e a população de 80 ou mais anos foi a que apresentou maior gasto por procedimento, em torno de R$ 106 milhões no triênio. As mulheres foram majoritárias em termos de quantidade (95,6%) e de gastos (76%) com procedimentos. O gasto médio por procedimento apresentou uma grande disparidade entre homens e mulheres, de quase 7 vezes (R$ 480,14 versus R$ 70,85, respectivamente). Os procedimentos ambulatoriais predominaram em quantidade (96,4%) e os hospitalares, em recursos (70,4%). Verificou-se que não há um padrão único para os grupos de procedimentos, quando estes são analisados separadamente.

Conclusão:

A análise desagregada das despesas por grupos de procedimentos do Sistema de Gerenciamento da Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órtese, Prótese e Materiais Especiais do SUS permitiram uma visão mais detalhada dos gastos federais com o tratamento da osteoporose em idosos no Brasil.

Keywords : Osteoporose; Idoso; Terapêutica; Honorários e preços; Sistema Único de Saúde; Gastos.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )