SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue3Agreement and association between different indicators of body image and body mass index in adolescentsSatisfaction with physical and social surroundings and the habit of smoking cigarettes in the metropolitan area of Belo Horizonte, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Abstract

BARROS, Denise Cavalcante de et al. O desempenho de diferentes métodos de avaliação antropométrica de gestantes adolescentes na predição do peso ao nascer. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2014, vol.17, n.3, pp.761-774. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/1809-4503201400030015.

Objetivo:

Avaliar o desempenho de diferentes métodos de avaliação antropométrica para gestantes adolescentes na predição do peso ao nascer.

Métodos:

Trata-se de estudo transversal com dados de 826 puérperas adolescentes. Na classificação do índice de massa corporal (IMC) pré-gestacional, adotou-se as recomendações da World Health Organization, com a classificação proposta pelo Ministério da Saúde de 2006 e pelo Institute of Medicine (IOM) de 1992 e de 2009. A adequação do ganho de peso gestacional total foi avaliada segundo a classificação do IOM de 1992, de 2009 e do Ministério da Saúde. Os recém-nascidos foram classificados em baixo peso ao nascer (BPN) ou macrossômicos. Na análise estatística, obtiveram-se modelos de regressão logística multinomial e calculou-se sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo, valor preditivo negativo e acurácia.

Resultados:

A avaliação segundo o Ministério da Saúde apresentou a melhor predição (especificidade = 69,5%) para o BPN nas gestantes que tiveram ganho insuficiente, enquanto que a avaliação segundo o IOM de 1992 apresentou melhor predição (especificidade = 50,0%) para a macrossomia naquelas com ganho de peso acima da recomendação. A adequação do ganho de peso segundo a classificação do IOM de 1992 apresentou maior predição para o BPN (OR = 3,84; IC95% 2,19 - 6,74), seguida do método do Ministério da Saúde (OR = 2,88, IC95% 1,73 - 4,79), dentre as adolescentes com ganho de peso gestacional abaixo da recomendação.

Conclusão:

Recomenda-se a adoção da proposta do Ministério da Saúde, associada com a classificação do IMC com pontos de corte próprios para as adolescentes, como método de avaliação antropométrica de gestantes adolescentes.

Keywords : Gravidez na adolescência; Índice de massa corporal; Ganho de peso; Peso ao nascer; Avaliação nutricional; Antropometria.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )