SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 suppl.2Race and perceived racism, education, and hypertension among Brazilian civil servants: the Pró-Saúde StudySocial determinants of health and dental caries in Brazil: a systematic review of the literature between 1999 and 2010 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Abstract

ACOSTA, Lisiane Morelia Weide  and  BASSANESI, Sérgio Luiz. O paradoxo de Porto Alegre: os determinantes sociais e a incidência da tuberculose. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2014, vol.17, suppl.2, pp.88-101. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/1809-4503201400060008.

INTRODUÇÃO:

A incidência de tuberculose é fortemente associada a fatores sociais e econômicos, e a cidade de Porto Alegre apresenta um dos mais altos Índices de Desenvolvimento Humano e Produto Interno Bruto per capita do País, no entanto, a apresenta taxas muito altas de incidência da tuberculose, a mais alta entre as capitais brasileiras. Esse paradoxo instigou a realização deste trabalho, cujos objetivos foram: analisar a distribuição espacial da taxa de incidência da tuberculose pulmonar bacilífera pelos bairros de Porto Alegre e verificar sua associação com indicadores socioeconômicos.

MÉTODOS:

Coorte ecológica histórica. As unidades de análises foram os bairros da cidade. Verificou-se a incidência média anual de tuberculose pulmonar bacilífera no período de 2000 a 2005 e a situação de sete variáveis socioeconômicas obtidas através do IBGE e do Sistema de Informações de Mortalidade. Foram usadas técnicas de análise espacial e multivariadas para o estudo das associações e também medidas as desigualdades.

RESULTADOS:

Identificou-se um padrão espacial de distribuição da taxa de incidência da tuberculose pulmonar bacilífera muito semelhante, isto é, associada à distribuição dos indicadores socioeconômicos. O Índice Relativo de Desigualdade foi de 7,9, mostrando a grande diferença da taxa da incidência entre os bairros.

CONCLUSÃO:

Porto Alegre apresenta alta taxa da incidência de tuberculose pulmonar bacilífera. A distribuição dessa incidência pelos bairros da cidade mostra-se associada a fatores socioeconômicos. Os autores levantam hipóteses explicativas e sugerem encaminhamentos.

Keywords : Tuberculose; Análise espacial; Determinantes sociais da saúde; Vigilância epidemiológica; Indicadores socioeconômicos; Indice Relativo de Desigualdade.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )