SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 suppl.2Social determinants of death among the elderly: a systematic literature reviewSpatial distribution of the human development index, HIV infection and AIDS-Tuberculosis comorbidity: Brazil, 1982 - 2007 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Abstract

SOUSA, Geziel dos Santos de et al. Determinantes sociais e sua interferência nas taxas de homicídio em uma metrópole do nordeste brasileiro. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2014, vol.17, suppl.2, pp.194-203. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/1809-4503201400060016.

OBJETIVO:

Este artigo tem por objetivo analisar a possível relação entre determinantes sociais e a mortalidade por homicídios em Fortaleza (CE).

MÉTODO:

Para investigar se a mortalidade por homicídios está relacionada a determinantes sociais, um estudo ecológico transversal foi delineado em Fortaleza. Dados sociais, econômicos, demográficos, saneamento, anos potenciais de vida perdidos e IDH foram coletados. A variável dependente foi a taxa de mortalidade por homicídios no período de 2004 a 2006. A fim de verificar a relação entre a variável desfecho e as variáveis preditoras, foi realizada a regressão linear. O coeficiente de correlação linear de Spearman foi usado na análise bivariada. As variáveis que apresentaram valor de p < 0,25 integraram a análise multivariada.

RESULTADOS:

Foram encontradas associações entre determinantes sociais e a taxa de mortalidade por homicídios. As variáveis relacionadas com renda e escolaridade se mostraram determinantes para a mortalidade. O modelo de regressão múltipla mostrou que 51% das taxas de homicídio dos bairros de Fortaleza são explicados pelas variáveis: anos potenciais de vida perdidos, proporção de domicílios com habitação precária, média de anos de estudo, renda per capita e percentual de chefes de família com 15 ou mais anos de estudo. Já os coeficientes para anos potenciais de vida perdidos e proporção de domicílios com habitação precária mostraram-se positivos.

CONCLUSÃO:

Os achados sinalizam que os óbitos por homicídios associam-se a um elevado nível de pobreza e urbanização descontrolada, as quais migram para as periferias dos grandes centros urbanos.

Keywords : Homicídio; Iniquidade Social; Taxa de Mortalidade; Condições Sociais; Áreas de Pobreza; População Urbana.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )