SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 issue1Comparative study of cardiovascular and cancer mortality of Adventists and non-Adventists from Espírito Santo State, in the period from 2003 to 2009Estimating weight in elderly residents in nursing homes: which equation to use? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790XOn-line version ISSN 1980-5497

Abstract

LOPES, Johnnatas Mikael; SANCHIS, Gerônimo José Bouzas; MEDEIROS, Jovany Luiz Alves de  and  DANTAS, Fábio Galvão. Hospitalização por acidente vascular encefálico isquêmico no Brasil: estudo ecológico sobre possível impacto do Hiperdia. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2016, vol.19, n.1, pp.122-134. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/1980-5497201600010011.

Objetivo:

O estudo avaliou a tendência de hospitalização por acidente vascular encefálico isquêmico (HAVEI) e a sua mortalidade hospitalar no Brasil nos últimos 15 anos, assim como o impacto do programa Hiperdia nesse cenário.

Métodos:

Delineou-se um estudo ecológico com abordagem analítica e dados coletados no Sistema de Internação Hospitalar sobre episódios de AVEI, referentes aos anos de 1998 a 2012. Todos os dados foram estratificados por sexo e faixa etária, criando-se um indicador para HAVEI e proporção de mortalidade hospitalar. A fim de estimar a tendência dos dados criou-se uma curva polinomial de melhor aderência e para a averiguar o impacto do Hiperdia aplicou-se o Modelo Linear Generalizado tomados como desfecho a HAVEI e a mortalidade hospitalar. Adotou-se um nível de significância de 5% para minimizar um erro tipo I.

Resultados:

Foi evidenciada redução das HAVEI de 37,57/105 habitantes em 1998 a 2001 para 10,33/105 habitantes em 2002 a 2005, declinando 73,64%. A redução aconteceu em ambos os sexos, assim como para todas as faixas etárias. A mortalidade hospitalar por AVEI também declinou no Brasil a partir de 2002, tanto em homens como em mulheres, porém em menos de 3% e apenas nas faixas entre 0 e 14 anos e acima de 80 anos não detectamos tendência.

Conclusão:

Portanto, o declínio das HAVEI coincidiu temporalmente com a implementação do Hiperdia no ano de 2002 e essa tendência se mantém até hoje.

Keywords : Acidente vascular cerebral; Hospitalização; Mortalidade hospitalar; Epidemiologia; Brasil; Atenção primária à saúde..

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )