SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 suppl.1Dietary patterns, sociodemographic and behavioral characteristics among Brazilian adolescentsRisk and protection factors for chronic noncommunicable diseases in adolescents in Brazilian capitals author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790XOn-line version ISSN 1980-5497

Abstract

OLIVEIRA, Max Moura de; ANDRADE, Silvânia Suely Caribé de Araújo; STOPA, Sheila Rizzato  and  MALTA, Deborah Carvalho. Procura por serviços ou profissionais de saúde entre adolescentes brasileiros, segundo a Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar de 2015. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2018, vol.21, suppl.1, e180003.  Epub Nov 29, 2018. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/1980-549720180003.supl.1.

Introdução:

O conhecimento sobre o perfil dos indivíduos que procuram serviços ou profissionais de saúde auxilia na melhoria e na reorganização desses atendimentos, entretanto entre adolescentes este tema ainda é pouco explorado. O objetivo deste estudo foi descrever e identificar características relacionadas à procura por serviços ou profissionais de saúde entre escolares brasileiros.

Métodos:

Por meio dos dados da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE) de 2015, foram estimadas as prevalências, bem como seus respectivos valores do intervalo de confiança de 95% (IC95%), da procura por serviços ou profissionais de saúde pelos escolares; também foi realizada regressão de Poisson ajustada por idade e Região de residência para identificar os fatores associados.

Resultados:

Mais da metade dos estudantes procurou serviços ou profissionais de saúde no último ano, sendo maior a procura entre o sexo feminino. Associaram-se ao desfecho as características sociodemográficas (sexo feminino, cor branca, escola privada), os aspectos familiares (mãe com 12 anos ou mais de escolaridade, realizar refeições com os pais e conhecimento destes sobre o que os jovens fazem no tempo livre), os comportamentos de risco (consumo de álcool e relação sexual sem preservativo) e as questões relacionadas à saúde (sofrer violência física, chiado no peito, dor de dente, hábitos de higiene e atitude em relação ao próprio peso).

Conclusão:

Organizar os serviços de saúde de modo a considerar as particularidades dessa população pode possibilitar um espaço para tratar de assuntos relacionados aos riscos a que os jovens se expõem.

Keywords : Saúde escolar; Comportamento do adolescente; Adolescente; Serviços de saúde.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )