SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 número2A Lei de cunhagem de 4 de agosto de 1688 e a emissão de moeda provincial no Brasil (1695-1702): um episódio da história monetária do Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Economia Contemporânea

versão On-line ISSN 1980-5527

Resumo

MOREIRA, Ricardo Ramalhete. A "derrota da lei de Say": elementos teóricos fundamentais e algumas implicações metodológicas e dinâmicas. Rev. econ. contemp. [online]. 2005, vol.9, n.2, pp.411-431. ISSN 1980-5527.  https://doi.org/10.1590/S1415-98482005000200008.

A refutação da Lei de Say pela Teoria Geral (TG) de Keynes está apoiada, basicamente, sobre dois elementos: a incerteza é necessária, mas não suficiente. A refutação completa daquela lei depende também de um ativo que possua as propriedades essenciais descritas e analisadas pela TG. Incerteza e moeda (enquanto ativo líquido) permitem à economia um equilíbrio com desemprego involuntário. Destarte, a política econômica possui um papel lógico na economia e a análise econômica ganha novos elementos metodológicos e dinâmicos. Abre-se espaço para a instabilidade e a irreversibilidade na teoria econômica. Este artigo abrange essas considerações, a partir de uma abordagem pós-keynesiana.

Palavras-chave : Lei de Say; Keynes; incerteza; instabilidade; irreversibilidade.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons