SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 número3Plantas medicinais utilizadas em comunidades rurais de Oeiras, semiárido piauienseAtividade hepatoprotetora dos extratos etanólico e hexânico das folhas de Momordica charantia índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Plantas Medicinais

versão impressa ISSN 1516-0572

Resumo

OLIVEIRA, A.F. et al. Avaliação da atividade cicatrizante do jucá (Caesalpinia ferrea Mart. ex Tul. var. ferrea) em lesões cutâneas de caprinos. Rev. bras. plantas med. [online]. 2010, vol.12, n.3, pp.302-310. ISSN 1516-0572.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-05722010000300007.

O objetivo deste estudo foi demonstrar os efeitos do tratamento tópico do jucá (Caesalpinia ferrea) em feridas cutâneas. Quinze caprinos machos sem raça definida foram divididos em 3 grupos de acordo com o pós-cirúrgico (7º, 14º e 21º dias). As feridas experimentais foram tratadas com a pomada composta pela casca da Caesalpinia ferrea em pó misturada com a vaselina estéril e as do grupo controle apenas com a vaselina esterilizada. A aplicação diária da pomada e da vaselina estéril foi realizada sobre ferida circular padronizada de 16 cm2 de área na região torácica de cada animal. As avaliações das feridas foram feitas do ponto de vista clínico, bacteriológico, morfométrico e histopatológico nos períodos pré-determinados (7º, 14º e 21º dias). Morfometricamente, as feridas do controle apresentaram áreas cirúrgicas menores e grau de contração maior que as do grupo tratado, entretanto, histologicamente, houve completa epitelização das feridas tratadas no 21º dia, enquanto que as feridas do grupo controle necessitavam de mais tempo para resolução do processo cicatricial. No exame microbiológico realizado no momento da produção da ferida, não se observou crescimento bacteriano e no momento das biópsias, identificou-se a presença de bactérias da família Enterobacteriaceae e Staphylococcus aureus, sendo que a partir do 14º dia observou-se Staphylococcus aureus apenas no grupo controle. A utilização tópica da pomada de Caesalpinia ferrea apresentou eficiência significativa no auxílio da reparação cicatricial de feridas cutâneas de caprinos.

Palavras-chave : ferida; cicatrização; caprinos; Caesalpinia ferrea.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons