SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 issue1Plants with possible hypolipidemic activity: a review of books published in Brazil between 1998 and 2008Germinative behavior of Pothomorphe umbellata (L.) Miq. seeds of different colors author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Plantas Medicinais

Print version ISSN 1516-0572

Abstract

CARELLI, G et al. Avaliação preliminar da atividade antimicrobiana do extrato de erva-mate (Ilex paraguariensis A. St. - Hil.) obtido por extração com CO2 supercrítico. Rev. bras. plantas med. [online]. 2011, vol.13, n.1, pp.110-115. ISSN 1516-0572.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-05722011000100016.

Ilex paraguariensis A. St. - Hil. (erva-mate) é uma árvore pertencente à família Aquifoleaceae, nativa da região sul da América do Sul e de grande importância cultural e econômica para os três estados da região sul do Brasil. O presente trabalho determinou o potencial antimicrobiano do extrato de erva-mate obtido por fluido supercrítico, frente a alguns microrganismos. As folhas de Ilex paraguariensis foram coletadas na região norte do RS. O extrato bruto da planta desidratada foi obtido pelo método de extração com fluido supercrítico, utilizando dióxido de carbono (CO2) como solvente. Foi obtida a solução mãe desse extrato (100 mg mL-1) que a seguir foi diluído (50; 25; 12,5; 6,25 mg mL-1) para avaliação da atividade antimicrobiana por meio da técnica de difusão do disco em ágar Müeller Hinton, sobre cepas de Acinetobacter baumannii (ATCC 19606), Escherichia coli (ATCC 25922), Pseudomonas aeruginosa (ATCC 27853), Staphylococcus aureus (ATCC 25923) e Enterococcus faecalis (ATCC 29212). As análises foram efetuadas em triplicata, utilizando como controle negativo disco estéril sem impregnação e como controle positivo discos de antibióticos comerciais variáveis de acordo com a espécie bacteriana. Após 16 a 24h de incubação a 35ºC os halos com significância foram medidos. Observou-se atividade antimicrobiana frente a S. aureus (halos de inibição variaram entre 7 e 18 mm) e para P. aeruginosa (halos entre 6 e 11 mm), ambos nas concentrações de 100 até 25 mg mL-1. O extrato obtido por extração em fluido supercrítico de Ilex paraguariensis apresentou atividade antimicrobiana frente a S. aureus e P. aeruginosa.

Keywords : Ilex paraguariensis; atividade antimicrobiana; extrato bruto obtido por método do CO2 supercrítico.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License