SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número especialBioatividade de óleos essenciais no controle de Botrytis cinerea isolado de morangueiroDensidade de plantio e idade de colheita de quebra-pedra [Phyllanthus amarus (Schumach. & Thonning) genótipo Unicamp-CPQBA 14] na produtividade de filantina índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista Brasileira de Plantas Medicinais

versão impressa ISSN 1516-0572

Resumo

MORAIS, L.A.S.  e  CASTANHA, R.F.. Composição química do óleo essencial de duas amostras de carqueja (Baccharis sp.) coletadas em Paty do Alferes - Rio de Janeiro. Rev. bras. plantas med. [online]. 2011, vol.13, n.spe, pp. 628-632. ISSN 1516-0572.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-05722011000500020.

O Brasil possui em sua flora a maior diversidade genética do mundo, apresentando varias espécies nativas. Dentre as plantas nativas do Brasil encontra-se o gênero Baccharis (família Asteraceae) que possui algumas espécies popularmente conhecidas como carqueja, carqueja amarga ou vassoura. Estas espécies são utilizadas na medicina popular como protetora e estimulante do fígado, para o controle da obesidade, diabetes, hepatite, gastroenterite, digestiva, diurética, depurativa, tônica, antianêmica e anti-reumática. Este trabalho teve por objetivo investigar a composição química do óleo essencial de duas populações do gênero Baccharis coletadas em Paty do Alferes, visando encontrar novas fontes de carquejol e acetato de carquejila. Amostras de duas populações diferentes de carqueja foram coletadas em propriedades particulares Paty do Alferes - Rio de Janeiro em novembro de 2010. Estas foram secas a temperatura ambiente (28ºC +- 2) e à sombra. O óleo essencial das duas amostras de Baccharis sp. foi extraído por hidrodestilação em aparelho tipo Clevenger modificado durante 4 horas. O mesmo foi analisado por cromatografia gasosa acoplada à espectrômetro de massas (CG-EM Shimadzu, QP 5050, coluna capilar DB-5 - 30 m x 0.25µm x 0.25mm). Utilizou-se o Helio como gás carreador (1.7mL/min); temperatura do injetor: 240ºC e detector: 230ºC, Split: 1:20, no seguinte programa de temperatura: 60º C - 240º C (3ºC/ min). A identificação da composição química dos óleos essenciais foi realizada pela comparação de seus espectros de massa e valores de índice de Kovats (IK) com compostos conhecidos descritos na literatura. Foram identificados 19 compostos nestes óleos essenciais. Os principais compostos encontrados foram trans-cariofileno (22,0 % e 18,1%), seguido por germacreno-D (7,0%), biciclogermacreno (8,5%), ledol (13,7%), espatulenol (13,8% e 20,7%) e óxido de cariofileno (8,3% e 12,0%). Carquejol e acetato de carquejila não foram observados nestas amostras de óleo essencial, o que pode ser um indicativo que esta espécie não é B. trimera. Os resultados apresentados apontaram que as amostras coletadas em Paty do Alferes apresentam composição química similar e podem ser a mesma espécie vegetal, com grande indicativo de ser B. crispa (B cylindrica).

Palavras-chave : Baccharis; trans-cariofileno; espatulenol; hidrodestilação.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português